Mulheres têm emocional mais afetado na pandemia de Covid-19, diz estudo da USP

Condições sociais e pressões sobre as mulheres são os principais fatores

Da CNN, em São Paulo
11 de fevereiro de 2021 às 14:19

Um estudo realizado pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (USP) apontou que as mulheres apresentaram mais sintomas psicológicos, como ansiedade e depressão, durante a pandemia de Covid-19

De acordo com a psicóloga Gabriela Luxo, as condições sociais e pressões sobre as mulheres são os principais fatores para esse resultado.

“Isso causa uma maior ansiedade e estresse principalmente em conseguir conciliar a vida de trabalho, ficar em casa tanto tempo”, disse a profissional em entrevista à CNN.

Para aliviar o cenário, Gabriela afirma que a divisão de tarefas entre os moradores da casa é fundamental.  

“Uma logística dentro de casa, [ou seja], dividir as coisas de casa, sair um pouco com as crianças para justamente a mulher ter tempo para ela conseguir parar, refletir e se reconectar.”

Assista à entrevista acima. 

Família passeia de máscara durante a pandemia da Covid-19
Foto: CandidShots/Pixabay

 

(Publicado por Sinara Peixoto)