Vacina da Pfizer será testada em crianças no Brasil em maio ou junho

Coordenador dos testes da farmacêutica no país explicou à CNN como será o processo; confira

Produzida por Layane Serrano, da CNN São Paulo
19 de fevereiro de 2021 às 16:46 | Atualizado 19 de fevereiro de 2021 às 17:17

Crianças brasileiras estão incluídas nos testes que a Pfizer-BioNtech fará sobre a eficácia de sua vacina contra a Covid-19 em quem tem entre 5 e 11 anos. O coordenador dos testes da Pfizer no Brasil, Cristiano Zerbini, contou como será o processo, em entrevista à CNN nesta sexta-feira (19).

"Precisamos vacinar as crianças, elas precisam voltar à escola e ter a mesma proteção dos adultos. Serão dois estratos: de 5 a 11 anos e de 12 a 17 anos. Provavelmente vai começar em maio ou junho", afirmou Zerbini, que contou os próximos passos para que isso aconteça.

"O protocolo do estudo será submetido para apreciação e aprovação da Comissão Nacional de Ética e Pesquisa (Conep), e os centros que vão realizar os estudos no Brasil, atualmente, estão sendo qualificados pela Pfizer. Em breve teremos o início do estudo não só no Brasil, mas em várias partes do mundo", afirmou. 

Zerbini também comemorou a descoberta de que as doses podem ser armazenadas em temperaturas mais altas que -70ºC.

"Testes mais recentes feitos gradativamente mostraram que ela [vacina] permaneceu estável por duas semanas entre -15ºC e -25ºC. E ela pode ficar por cinco dias de 2ºC a 7ºC, então não precisamos mais de um freezer especial. Isso melhora muito a logística de aplicação das vacinas no Brasil", explicou Zerbini.

(Publicado por Daniel Fernandes)