Cidades de São Paulo decretam medidas restritivas para conter avanço da Covid-19

Estado atingiu o maior número de internações: há 6.410 pacientes internados em leitos intensivos. Antes, o maior número havia sido de 6.250, em 2020

Da CNN, em São Paulo
23 de fevereiro de 2021 às 08:24 | Atualizado 23 de fevereiro de 2021 às 08:27

Para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus, municípios de São Paulo decretaram medidas restritivas à parte do plano do governo estadual.

A prefeitura de São Bernardo do Campo anunciou toque de recolher entre às 22h e 5h, a partir de sábado (27). A medida vai valer durante toda a semana, por tempo indeterminado, e vai limitar também a circulação do transporte coletivo.

Já Campinas, no interior de São Paulo, adotará a fase vermelha -- bandeira mais restritiva do plano de abertura da economia do estado, que permite o funcionamento somente de atividades essenciais -- entre 21h e 5h a partir desta terça-feira (23) até 1º de março. 

As cidades como Araraquara, Santa Lúcia e Américo Brasiliense estão em lockdown até as 23h59 de hoje. Pelas regras, está proibida a circulação de pessoas e carros exceto para buscar atendimento médico e trabalhar.

Lockdown na cidade de Araraquara devido ao colapso do sistema de saúde
Lockdown na cidade de Araraquara devido ao colapso do sistema de saúde
Foto: Tetê Viviane/Futura Press/Estadão Conteúdo

Internações

O estado de São Paulo atingiu o maior número de internações desde o início da pandemia, confirmou o governo paulista durante entrevista coletiva nesta segunda-feira (22). 

Atualmente, há 6.410 pacientes internados em leitos intensivos. Antes, o maior número havia sido de 6.250, em julho de 2020. 

Segundo João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência da Covid-19, a situação no interior é preocupante. "O Centro de Contingência apresentou recomendações extraordinárias e o governo está fazendo análise disso. Essas medidas adicionais ao Plano São Paulo serão anunciadas na quarta-feira (24), para entrarem em vigor na sexta-feira (26). Entre elas está a redução da mobilidade, que é o que podemos fazer nesse momento para reduzir a transmissibilidade", disse.

Para Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência da Covid-19, todas as medidas serão importantes para tentar conter o avanço da doença nas cidades paulistas. "Alguns municípios têm intensificado medidas de restrição além do que o Plano São Paulo coloca. Isso deve auxiliar na redução da transmissão", acredita.

(Publicado por: André Rigue)