Contratos com Pfizer e Janssen serão assinados na próxima semana, diz Saúde

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, detalhou os próximos passos para a compra de novas doses dos imunizantes contra a Covid-19

Rafaela Lara, da CNN, em São Paulo
12 de março de 2021 às 18:40 | Atualizado 12 de março de 2021 às 18:57
secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco
Em coletiva, secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, falou sobre compras de imunizantes para o país
Foto: Reprodução/CNN Brasil (12.mar.2021)

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, afirmou durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (12) que os contratos para compra de vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech e Janssen, braço de vacinas da Johnson & Johnson, devem ser assinados na próxima semana. 

"Toda tramitação no que diz respeito ao Ministério da Saúde já ocorreu. Inclusive, a parte de seguro e, agora, os seus departamentos jurídicos [dos laboratórios] estão finalizando a análise para assinar. Isso deve ocorrer no início da próxima semana”, disse. 

 Compra da vacina russa Sputnik V

Ainda nesta sexta, o governo da Bahia confirmou a compra de 9,7 milhões de doses da Sputnik V. O governador Rui Costa (PT) confirmou a informação durante reunião com prefeitos da Região Metropolitana de Salvador e da capital. 

O imunizante ainda não tem autorização para uso emergencial ou registro concedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O secretário Elcio Franco afirmou, no entanto, que a compra deve ser transferida para a pasta, que tem a gestão do Plano Nacional de de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19 (PNO)

"Em relação a essas doses citadas do fundo soberano russo com o governo da  Bahia, ontem houve uma videoconferência com os governadores do consórcio nordeste com participação do nosso ministro da saúde, general Pazuello, e ficou acertado que aqueles memorandos do entendimento, tudo aquilo que havia sido acertado, seja transferido para que o ministério adquirir”, disse Franco. 

Também nessa sexta, o Ministério da Saúde assinou um contrato para adquirir 10 milhões de doses da vacina que serão importadas da Rússia pelo laboratório União Química.

Segundo o secretário, é "consenso de todos que quem tem a gestão do PNO é o Ministério da Saúde". Outros memorandos de intenção de compras de outros imunizantes estão "migrando naturalmente para o Ministério", segundo Franco.