Ministério da Saúde recebeu 32% das vacinas previstas em cronograma para março

Ministério prevê entrega de 30 milhões de doses das vacinas de Oxford e Coronavac; 8 milhões de injeções da Covaxin ainda dependem de aprovação da Anvisa

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo
17 de março de 2021 às 08:31 | Atualizado 17 de março de 2021 às 12:23
Profissional prepara vacina contra Covid-19 para aplicação no Rio de Janeiro
Profissional prepara vacina contra Covid-19 para aplicação no Rio de Janeiro
Foto: Carlos Magno/Governo do Estado do Rio (1º.fev.2021)

Com as entregas previstas para esta quarta-feira (17) do Instituto Butantan e da Fiocruz, o Brasil tem neste mês 9,6 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. As injeções entregues até o momento representam 32% das 30 milhões de doses de imunizantes já aprovadas pela Anvisa para o mês, de acordo com cronograma de entrega do Ministério da Saúde.

Ainda há 8 milhões de doses do imunizante indiano Covaxin que dependem de autorização da agência. Ao todo, 9,1 milhões de doses foram disponibilizado ao país pelo Instituto Butantan.

A Fiocruz, que só recebeu o registro definitivo da vacina Oxford/Astrazeneca pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na sexta-feira (12), deverá entregar nesta quarta-feira (17) as primeiras 500 mil doses do imunizante acordadas para o mês de março e outras 580 mil na sexta-feira.

A Fundação informou que já iniciou o escalonamento gradual da produção para entregar, em março, o total de 3,8 milhões de vacinas acordados com o ministério da Saúde. 

Doses da vacina Coronavac entregues pelo Instituto Butantan em março:

03/03 - 900 mil
08/03 - 1,7 milhão
10/03 - 1,2 milhão
15/03 – 3,3 milhões
17/03 - 2 milhões

Doses da vacina Oxford/Astrazeneca entregues pelo Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em março

 17/03 - 500 mil 

19/03 - 580 mil (Previsto para ser entregue)

Confira o cronograma do Ministério da Saúde:

Foto: CNN