Ao menos 10 cidades do Rio estão sem vagas para leitos de UTI

16 cidades fluminenses estão em colapso com taxas de ocupação de leitos de UTI acima de 90%

Iuri Corsini, Beatriz Puente, Stéfano Salles, da CNN, no Rio de Janeiro
19 de março de 2021 às 06:41
Leitos de UTI para pacientes da Covid-19 do Hospital Regional Norte no Ceará
Leitos de UTI para pacientes da Covid-19
Foto: Tatiana Fortes/Governo do Ceará (15.jul.2020)

Ao menos 16 municípios do Rio de Janeiro estão com taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 acima dos 90%, segundo levantamento feito pela CNN, que levou em consideração dados do painel coronavírus do estado e também informações repassadas pelas próprias prefeituras.

Dentre os 16 municípios, pelo menos 10 cidades estão com 100% dos leitos de UTI ocupados. Percentualmente, é possível afirmar que no mínimo 17,3% dos municípios fluminenses estão com seus leitos de UTI praticamente ou totalmente esgotados, demonstrando a grave situação da pandemia da Covid-19. 

Os municípios com todos os leitos de UTI esgotados São Bom Jesus de Itabapoana, Itaperuna, Miguel Pereira, Paraíba do Sul, Sapucaia, Sumidouro, Teresópolis, São Sebastião do Alto, Seropédica e Vassouras. 

Já a capital fluminense está com 95% dos leitos de UTI para Covid-19 ocupados.

Até a noite de quinta-feira (18), 391 pessoas aguardavam na fila de espera por leitos de Covid-19, sendo 278 para UTI e 113 para enfermaria. Este é o maior número desde 22 de dezembro de 2020 e representa um aumento de mais de 10 vezes em relação ao primeiro dia de março deste ano, quando a fila de espera era de apenas 37 pessoas.

Diante do grave quadro, inclusive com o maior número de internações em Unidades de Terapia Intensiva desde o início da pandemia, o prefeito do Rio deve anunciar hoje (19) novas e mais rígidas medidas restritivas na cidade.

Na última quarta-feira (17), o governador em exercício, Cláudio Castro, já havia anunciado a prorrogação por uma semana das medidas de contenção adotadas, como a proibição da permanência de pessoas em vias públicas das 23h às 5h e da realização de eventos. 

Enquanto isso, na corrida para vacinar a população carioca, a prefeitura do Rio anunciou um novo calendário de imunização, feito de acordo com as entregas previstas pelo Ministério da Saúde.

Anteriormente o calendário previa vacinação até o próximo sábado, dia 20 deste mês. Agora, segundo divulgado pela prefeitura do Rio, o calendário de vacinação seguirá até ao menos o dia 03 de abril, destinado a pessoas com 70 anos ou mais. Novamente, será feita uma divisão por gênero. Ou seja, homens serão vacinados em determinados dias, e mulheres em outros.