São Paulo tem mais de 3 mil novas internações por dia

Taxa de ocupação de leitos de UTI no estado está em 92,3%; na região metropolitana, ocupação é de 91,7%

Giovanna Bronze e Julyanne Jucá, da CNN em São Paulo
24 de março de 2021 às 06:36

O estado de São Paulo registra há uma semana mais de 3 mil novas internações por dia. Os dados são da plataforma da Secretaria de Estado de Saúde, atualizada diariamente.

Segundo a plataforma, desde 17 de março, o estado contabiliza mais de 3 mil hospitalizações diariamente. São sete dias de mais de 3 mil pessoas dando entrada no sistema de saúde público para internação em um leito de UTI ou de enfermaria.

A média nos últimos sete dias foi de 3.268 novas internações por dia. O número é 17,1% maior que a média da semana anterior, de 2.789, e 39,4% maior do que de duas semanas atrás, de 2.343. Apenas nesta terça-feira, foram 3.072 novas internações.

Segundo levantamento da Agência CNN, pelo menos 123 pessoas morreram enquanto aguardavam na fila.

O número mais atualizado do total de hospitalizados por Covid-19 no estado é de segunda-feira.

Na terça-feira, a Secretaria de Saúde divulgou o boletim epidemiológico às 10h30 da manhã e, até às 20h30, não informou os dados atualizados do total de hospitalizados. Segundo a secretaria, a última atualização válida segue como a de segunda-feira: 29.039 pessoas internadas por Covid-19 no estado de São Paulo, sendo 16.781 em leitos de enfermaria e 12.168 em leitos de UT.

Segundo a plataforma do Seade, que teve atualização na terça-feira, a taxa de ocupação de leitos de UTI no estado está em 92,3%, enquanto a da região metropolitana de São Paulo está em 91,7%. É a primeira vez que o estado registra mais de 92% dos leitos ocupados. No estado, pelo menos 25 hospitais estaduais registram 100% dos leitos de UTI ocupados. Desses, 21 estão na região metropolitana de São Paulo.

Com a baixa disponibilidade de leitos, a demanda por transferência de pacientes que precisam de leitos de UTI cresce. Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, a Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde (CROSS) recebe cerca de 1,5 mil pedidos por dia.