Correspondente Médico: Inflamação exacerbada do corpo por Covid causa a trombose

No quadro do Novo Dia, neurocirurgião Fernando Gomes analisou pesquisa que relacionou surgimento de trombos e coágulos com infecção por coronavírus

Daniel Corrá, da CNN, em São Paulo
29 de março de 2021 às 08:41 | Atualizado 29 de março de 2021 às 08:42

Na edição desta segunda-feira (29) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes comentou uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, que identificou que 40% dos profissionais da área têm atendido casos de trombose ou embolia em pacientes que testaram positivo para a Covid-19.

Segundo o cirurgião responsável pelo estudo, Marcelo Calil, os casos de entupimento das artérias tiveram aumento em decorrência da doença provocada pelo novo coronavírus.

De acordo com Gomes, já é conhecido que a Covid-19 causa um processo inflamatório generalizado no corpo. "Esse processo inflamatório exacerbado leva à uma pré-disposição da formação de trombos e coágulos, tanto por lesão da camada interna dos vasos sanguíneos, como também por influência dentro dos próprios elementos figurados do sangue", destacou o médico.

"O que a trombose pode trazer? AVC, infarto, insuficiência renal, por exemplo. Todas as partes do corpo [podem ser afetadas] por um processo em que a chegada ou saída do sangue do órgão fica comprometida, provocando até a morte, se algo importante acometer o aparelho cardiovascular", completou Gomes, ressaltando que pessoas com pré-disposição à trombose devem redobrar os cuidados. "Lembrando que faz parte do tratamento da Covid, em quadros moderados e graves, o uso de medicamentos anticoagulantes para evitar que trombos se formem e uma evolução desfavorável aconteça."

No quadro Correspondente Médico, dr. Fernando Gomes explicou a relação da Covid-19 com a formação de coágulos sanguíneos
Foto: CNN Brasil (29.mar.2021)