Dados da Coronavac e da vacina da Sinopharm mostram eficácia, diz OMS

Até o final de abril, um grupo de especialistas da entidade espera emitir recomendações sobre os dois imunizantes

Reuters
31 de março de 2021 às 08:41
Frasco com Coronavac, vacina contra Covid-19
Frasco com Coronavac, vacina contra Covid-19
Foto: Vincent Bosson/Fotoarena/Estadão Conteúdo (19.mar.2020)

As fabricantes chinesas de vacinas Sinovac e Sinopharm apresentaram dados sobre seus imunizantes contra a Covid-19 que indicam níveis de eficácia compatíveis com os exigidos pela Organização Mundial de Saúde (OMS), disse nesta quarta-feira (31) o chefe de um comitê que aconselha a OMS.

O Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas da OMS (Sage, na sigla em inglês) espera emitir recomendações sobre essas duas vacinas até o final de abril, disse seu chefe Alejandro Cravioto durante entrevista coletiva.

Inicialmente, as fabricantes devem pedir que a OMS listem suas vacinas para uso emergencial.

A vacina da Sinovac, batizada de Coronavac, está sendo envasada no Brasil pelo Instituto Butantan, vinculado ao governo do Estado de São Paulo, e após obter autorização para uso emergencial junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), está sendo aplicada na campanha nacional de vacinação contra a Covid-19 desde 17 de janeiro.