Opas prevê entrega de remédios do kit intubação ao Brasil em quatro semanas

Diretor-assistente da Organização Pan-Americana de Saúde, Jarbas Barbosa falou sobre escassez mundial de medicamentos para tratamento de pacientes da Covid-19

Produzido por Layane Serrano, da CNN, em São Paulo
20 de abril de 2021 às 15:31 | Atualizado 20 de abril de 2021 às 16:29

Diretor-assistente da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), Jarbas Barbosa afirmou à CNN que os primeiros medicamentos em falta do chamado kit intubação devem chegar em até quatro semanas ao Brasil. Em entrevista nesta quinta-feira (20), ele explicou que a procura mundial pelos mesmos remédios contribui para a escassez no país.

"Alguns desses medicamentos, é uma lista com 19, há a possibilidade de entrega entre duas e quatro semanas; outros, entre seis e oito semanas. Não teremos entrega de todos os medicamentos a curto prazo", disse Barbosa. "Acreditamos que o Ministério da Saúde esteja avaliando outras alternativas que possam trabalhar de maneira complementar [à falta do kit intubação]", completou.

Barbosa também esclareceu que a Opas mantém, desde antes da pandemia, um fundo de aquisição de medicamentos para socorrer países necessitados. Segundo ele, em 2020, o fundo já adquiriu para o Brasil remédios usados no tratamento de pacientes graves da Covid-19. "No ano passado, o Brasil solicitou a aquisição de alguns medicamentos do chamado kit intubação e adquirimos, no mercado internacional, perto de US$ 3,6 millhões desses remédios."

Pacientes da Covid-19 em estado grave necessitam de cilindros de oxigênio
Pacientes da Covid-19 em estado grave necessitam de intubação, com remédios específicos, para auxiliar na respiração
Foto: CNN Brasil