Maranhão volta ao STF e solicita nova reunião da Anvisa para análise da Sputnik

O estado pediu para que em até sete dias a agência se reúna em um novo encontro

Da CNN, em São Paulo
07 de maio de 2021 às 17:57

O governo do Maranhão fez uma solicitação ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que a Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) tenha uma nova reunião para avaliar a importação da Sputnik V.

O estado pediu para que, em até sete dias, a diretoria colegiada agência se reúna novamente e faça um parecer sobre a análise dos novos documentos entregues pelos governadores em defesa da vacina russa. 

Após a rejeição unânime da diretoria da Anvisa para a importação do imunizante, os estados se reuniram com o Instituto Gamaleya e o Fundo de Investimento Russo para providenciar novas documentação do medicamento e entregar à agência. 

Durante a última reunião, a diretoria da Anvisa apontou a falta de documentação sobre a presença de adenovírus replicantes, que representariam um risco para a adoção ampla, mesmo que emergencial, da Sputnik V no Brasil. Os representantes do fundo soberano russo negam.

Profissional de saúde enche seringa com vacina Sputnik V contra Covid-19
Foto: Maxim Shemetov/Reuters