Casos de variante indiana seguem isolados em navio na costa maranhense

Um tripulante foi transferido para hospital no Maranhão; governador detalhou esforços do governo para conter disseminação de nova cepa

Da CNN, em São Paulo
21 de maio de 2021 às 17:15

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirma que o estado adotou um conjunto de esforços para conter a disseminação da variante indiana do novo coronavírus no estado. A nova cepa foi identificada a bordo de um navio chinês que tem seis tripulantes infectados. Um deles foi internado em hospital particular do Maranhão. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima. 

Na unidade de saúde em que o tripulante positivado para a cepa indiana está internado, todos os profissionais, segundo Dino, foram testados contra a Covid-19 e seguirão em análise para descobrir se houve contágio entre a equipe. Além de médicos, enfermeiros e auxiliares, o governador afirma que profissionais da portaria e limpeza, por exemplo, também foram testados.

Caso haja resultado positivo para Covid-19 entre algum membro do hospital, Dino explicou que será feito o sequenciamento genético da amostra para averiguar se a contaminação se deu pela cepa indiana ou outra que já circula no Brasil.

O navio não atracou na costa maranhense e segue em alto-mar, com os tripulantes isolados nas cabines. Até o momento, não há nenhum registro de infecção pela cepa indiana fora da embarcação.

O governo maranhense ainda fez um apelo para que haja um esforço da população de não descuidar das medidas preventivas, a fim de evitar disseminação da Covid-19 de forma geral.

Monitoramento de variantes (21 de maio de 2021)
Foto: Reprodução / CNN