Pfizer pede para Anvisa incluir pessoas com 12 anos ou mais em bula da vacina

Atualmente, a bula do imunizante diz que a vacina está autorizada para pessoas com 16 anos ou mais

Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo
31 de maio de 2021 às 14:46 | Atualizado 31 de maio de 2021 às 18:25

 

A Pfizer enviou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) uma solicitação para ampliar a faixa etária de indicação da vacina produzida pela farmacêutica contra a Covid-19

A empresa norte-americana visa incluir adolescentes de 12 anos ou mais na bula do imunizante registrado no Brasil. Atualmente, a vacina Comirnaty é autorizada para pessoas com 16 anos ou mais.

O pedido para aumentar a faixa etária que pode receber o imunizante precisa de uma nova indicação na bula e deve ser feita pela própria Pfizer.

Para que os novos públicos sejam inclusos na bula, a farmacêutica precisa conduzir estudos que comprovem a relação de segurança e eficácia para essa faixa etária.

A Pfizer protocolou o pedido no dia 13 de maio e a Anvisa tem até 30 dias para avaliar a solicitação.

As vacinas contra a Covid-19 garantem proteção porque previnem a doença, especialmente nas formas graves, reduzindo as chances de morte e internações.

Embora não impeçam o contágio e nem a transmissão do vírus, a vacinação é essencial, já que induz o sistema de defesa do corpo a produzir imunidade contra o coronavírus pela ação de anticorpos específicos, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

Foto: Myke Sena/Ministério da Saúde