Covid-19: Rio de Janeiro poderia imunizar mais que o dobro de pessoas por dia

Cerca de 28 mil pessoas são vacinadas por dia na capital fluminense; 'temos estrutura, falta vacina', afirma secretário municipal de Saúde

Marcela Monteiro, da CNN, no Rio de Janeiro
09 de junho de 2021 às 11:00
Rio de Janeiro vacina pessoas com 57 anos nesta segunda (7)
Covid-19: Rio de Janeiro poderia vacinar até 70 mil pessoas por dia, mas faltam doses dos imunizantes
Foto: Reprodução / CNN

Cerca de 28 mil pessoas são vacinadas contra o coronavírus por dia na cidade do Rio de Janeiro, mas esse número poderia chegar a 70 mil. O que impede o avanço da campanha de imunização, segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, é a escassez de doses.

“O Rio tem capacidade para vacinar 70 mil pessoas por dia, a gente já fez isso em outras campanhas. Gradativamente, a gente está conseguindo ampliar o nosso público de pessoas vacinadas conforme as doses vão chegando. Temos estrutura, falta vacina, obviamente”, declarou à CNN na manhã desta quarta-feira (9).

Atualmente, a capital fluminense cumpre um calendário de vacinação por idade e deve chegar às pessoas de 54 anos até o fim desta semana. Nesta quarta-feira, excepcionalmente, as doses são destinadas apenas aos profissionais de educação básica. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o tempo médio de espera para aplicação é de 15 minutos, nos cerca de 280 postos espalhados pela cidade.

O calendário por idade inicial divulgado previa a imunização de todos os cariocas com 18 ou mais até outubro, mas a previsão das próximas duas semanas já foi antecipada para uma. Daniel Soranz é otimista e acredita que a campanha pode registrar novas acelerações. 

“Tem uma notícia muito positiva que é a chegada da Janssen antecipada para o Ministério da Saúde. E também a antecipação de alguns acordos internacionais, que a gente espera que se efetivem, para que se possa antecipar ainda mais nosso calendário”, afirmou.

Segundo Soranz, o Ministério da Saúde não informou uma data exata para a chegada da remessa da farmacêutica, mas acredita que a distribuição possa começar já na próxima semana, com a utilização de todas as doses em apenas um dia. 

“O número é pequeno, muito provavelmente ele se esgota na cidade do Rio de Janeiro em 24 horas. E vai ser para aquele grupo, aquela faixa etária que do dia em que as vacinas conseguirem ser distribuídas para as unidades de saúde, sem as pessoas definirem qual vacina vão tomar”, apontou.

Sobre a possibilidade de se imunizar também pessoas a partir de 16 anos, o secretário municipal de Saúde afirmou que o assunto está em debate na área técnica, sem definição até o momento.

“Pode ser que a gente planeje para vacinar, em outubro, adolescentes entre 16 e 18 anos, mas isso ainda não está devidamente fechado. Em outros países já está se vacinando entre 18 e 16 anos, tem essa avaliação em andamento com algumas vacinas que já estão aprovadas no Brasil, mas isso ainda é uma discussão inicial”, ponderou.