Queiroga diz que país pode antecipar mais 300 mil doses da Janssen nesta semana

Essas doses foram negociadas diretamente com a empresa, que deve conseguir adiantar mais um lote

Natália André, da CNN, em Brasília
22 de junho de 2021 às 19:11 | Atualizado 22 de junho de 2021 às 19:21
Vacina Johnson & Johnson/Janssen
Brasil espera novas doses da vacina Johnson & Johnson/Janssen
Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

Além das 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen que chegaram nesta terça-feira (22) ao país, o Brasil pode receber mais 300 mil doses do imunizante ainda nesta semana. A informação foi dada hoje pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, a jornalistas, na porta do prédio da pasta, e confirmada pela assessoria. 

Essas doses também foram negociadas diretamente com a empresa, que deve conseguir adiantar mais um lote. A antecipação é de parte das doses acordadas em março de 2021 pelo Ministério da Saúde com a farmacêutica.

Seriam 38 milhões de doses apenas entre outubro e dezembro de 2021. Mas, nesta semana, a pasta conseguiu adiantar 1,5 milhão, e pode ter a importação de mais 300 mil. De acordo com o ministério, não há nada certo, apenas tratativas.

O Ministério da Saúde vem negociando antecipações de doses com a Janssen há semanas. Primeiro, tentou 10 milhões. Depois, 3 milhões, que chegaram a ser acordadas, mas a empresa não conseguiu enviar dentro do prazo. Não houve explicação do porquê de nenhuma das partes.

Doação americana

A pasta também aguarda uma resposta do governo americano para receber uma doação direta de 3 milhões de doses. Fontes disseram à CNN que uma resposta deve ser dada na quarta-feira (23).