SP vai antecipar vacinação e imunizar jovens de 12 a 17 anos a partir de agosto

O anúncio será feito neste domingo (11) pelo governador João Doria, que não deve reduzir o intervalo de doses das vacinas da Astrazeneca e da Pfizer

Marcela Rahal e Gustavo Uribe, da CNN, em São Paulo
11 de julho de 2021 às 10:15 | Atualizado 11 de julho de 2021 às 10:21

 

O governo de São Paulo pretende começar a vacinar adolescentes de 12 a 17 anos no dia 23 de agosto. A vacinação nessa faixa etária já é permitida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) apenas com a vacina da Pfizer.

O anúncio será feito neste domingo (11), segundo apuração da CNN Brasil, em entrevista do governador João Doria às 13h.

O calendário de vacinação para adultos também será antecipado. A vacinação com pelo menos uma dose deve acontecer em todas as pessoas com mais de 18 anos até 20 de agosto. Antes, a data prevista era 15 de setembro.

Além disso, o governo paulista decidiu não antecipar o intervalo de doses entre as vacinas da Astrazeneca e Pfizer. Com isso, o prazo de três meses entre a primeira e a segunda dose será mantido. A medida foi cogitada para controlar a transmissão da variante Delta, que já circula em São Paulo.

O governo paulista promoverá uma reunião às 12h para confirmar o novo calendário, antes do anúncio marcado para as 13h.

O Ministério da Saúde já descartou a possibilidade de reduzir esse tempo entre as doses. O intervalo maior também possibilita a vacinação em um número maior de pessoas, em um momento em que ainda há limitação de vacinas no país.

A ideia de integrantes do governo paulista é antecipar o intervalo apenas após a vacinação de toda a população adulta, ou seja, em setembro. O Ministério da Saúde ainda resiste a uma mudança.

Vacina da Pfizer é preparada para uso por profissional da Saúde
Foto: Tony Winston - 10.mai.2021/Ministério da Saúde