Fiocruz garante que 90 dias entre as doses é suficiente 

Estados têm autorizado redução do período de aplicação como forma de prevenir a disseminação da variante Delta

Everton Souza, da CNN, no Rio de Janeiro 
14 de julho de 2021 às 01:20

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) emitiu uma nota nesta terça-feira (13) garantindo que o intervalo de três meses entre as doses da vacina de Oxford/AstraZeneca é suficiente para proteger a população. O comunicado pede que o período de 90 dias seja mantido.

Vários estados brasileiros têm diminuído o intervalo das aplicações para prevenir a disseminação da variante Delta da Covid-19, identificada pela primeira vez na Índia. A medida vai de desencontro à recomendação do Ministério da Saúde e da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Fiocruz também reforçou na nota que existem vários estudos comprovando a proteção do imunizante, principalmente no Canadá e no Reino Unido. As pesquisas mostram uma eficácia contra a nova cepa de 71% na primeira dose e 92% na segunda.

Vacina de Oxford/Astrazeneca
Foto: Luiz Lima Jr./Fotoarena/Estadão Conteúdo (5.fev.2021)

(Publicado por Nathallia Fonseca)