Anvisa recebe pedido de uso emergencial do remédio molnupiravir, da MSD

Segundo a empresa, medicamento antiviral e de uso oral pode reduzir casos graves do coronavírus quando administrado no início da infecção

Foto de divulgação do comprimido experimental contra Covid-19 molnupiravir
Foto de divulgação do comprimido experimental contra Covid-19 molnupiravir 17/05/2021 MSD/Divulgação via Reuters

Giovanna Galvanida CNN

Ouvir notícia

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu, nesta sexta-feira (26), o pedido de uso emergencial do medicamento anti-Covid molnupiravir, desenvolvido pela empresa Merck Sharp & Dohme (MSD).

Segundo a agência, o prazo de avaliação para o uso emergencial e temporário dos medicamentos contra a Covid-19 é de até 30 dias.

A Anvisa já estava em contato com a MSD sobre o molnupiravir antes.

O molnupiravir é medicamento antiviral e de uso oral. Segundo a empresa, os estudos demonstram que esse medicamento, quando administrado no início da infecção, tem a capacidade de reduzir casos de hospitalização e mortes.

Os dados ainda serão revisados pela Anvisa.

Conheça as promessas do molnupiravir, o remédio antiviral contra a Covid-19

Segundo a Anvisa, as primeiras 24 horas de análise serão utilizadas para triagem do processo e verificar os documentos. Caso a documentação esteja incompleta, a Anvisa acionará o laboratório.

O prazo total de avaliação com a documentação completa para medicamentos contra a Covid-19 é de 30 dias.

Mais Recentes da CNN