Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Anvisa suspende autorização de importação da vacina Covaxin

    Decisão veio após descredenciamento da empresa Precisa Medicamentos para negociar a vacina indiana contra a Covid-19 no Brasil

    Giovanna Galvani, da CNN, em São Paulo

    A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu a autorização para a importação da vacina Covaxin, anteriormente expedida em 04 de junho, nesta terça-feira (27).

    A decisão veio da Diretoria Colegiada da agência e considerou o descredenciamento da empresa Precisa Medicamentos para negociar a Covaxin no Brasil, segundo anunciado pela farmacêutica Bharat Biotech na sexta-feira (25).

    “A medida prevalece até que sobrevenham novas informações que permitam concluir pela segurança jurídica e técnica da manutenção da deliberação que autorizou a importação”, escreveu a Anvisa em nota divulgada nesta terça. 

    Frasco da Covaxin, vacina contra Covid-19, em Jaipur
    Frasco da Covaxin, vacina contra Covid-19, em Jaipur, na Índia
    Foto: Vishal Bhatnagar/NurPhoto via Getty Images (16.jan.2021)

    O relator da matéria, o diretor Alex Machado Campos, considerou que a perda de legitimidade da empresa Precisa para atuar perante a agência pode influenciar no cumprimento dos requisitos e condicionantes da importação.  

    Segundo a Anvisa, a decisão também levou em conta notícias sobre o suposto uso de documentos ilegítimos no processo de importação das doses, “o que pode impactar as conclusões quanto aos aspectos de qualidade, segurança e eficácia da vacina a ser utilizada na população nacional”, descreveu. 

    A Anvisa informou no voto que acionou a procuradoria jurídica da agência e está promovendo diligências junto à Bharat Biotech e ao Ministério da Saúde.