Após recorde em novos casos diários, Brasil registra 2.032 mortes por Covid-19

No total, país já soma 509.141 óbitos e 18.243.483 infecções causadas pelo novo coronavírus

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

 

Nesta quinta-feira (24) o país registrou 2.032 mortes e 73.602 novos casos de Covid-19, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) referentes às últimas 24 horas. Na quarta-feira (23), o Brasil registrou recorde no número de novas contaminações diárias pela doença, foram 115.228 casos em 24 horas.

No total, o país já soma 509.141 mortes e 18.243.483 infecções causadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, em março de 2020. 

Com a atualização dos casos de Covid-19 no Brasil, o cenário nos estados brasileiros ainda mantém São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia e Santa Catarina entre as regiões com mais contaminações. Todos estes estados já somam mais de 1 milhão de infectados.

O Rio de Janeiro, embora não esteja entre os estados com mais infectados, ocupa a segunda posição no número de mortes causadas pela doença, atrás apenas do estado de São Paulo. O Rio soma 54 mil mortes e São Paulo tem 123 mil vítimas fatais. 

Origem do coronavírus

Pesquisadores intensificam buscas por respostas sobre como o vírus passou a contaminar humanos para compreender atual pandemia e evitar próximas.

Nas últimas semanas, cientistas renomados e figuras que investigam o caminho do vírus até os humanos passaram a aventar um cenário em que um acidente de laboratório seja a origem da pandemia.

Em maio deste ano, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deu 90 dias para que os serviços de inteligência do país produzam, com “esforço redobrado”, um novo relatório sobre as origens do coronavírus – medida considerada “manipulação política” e “desrespeito à ciência” pela China.

Hospital de campanha em Santo André (SP) durante pandemia da Covid-19
Hospital de campanha em Santo André (SP) durante pandemia da Covid-19
Foto: Danilo M Yoshioka/Futurapress/Estadão Conteúdo (19.mar.2021)

Mais Recentes da CNN