Bares e restaurantes desrespeitam decreto e funcionam após horário no Rio

Festas também foram registradas na noite deste sábado (6)

Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio/Secretaria Municipal de Ordem Pública

Lucas Janone, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Bares e restaurantes no Rio de Janeiro foram flagrados, durante a noite deste sábado (6), desrespeitando as medidas restritivas contra a Covid-19 propostas pelo prefeito da cidade, Eduardo Paes (DEM). O decreto protocolado pela prefeitura permite que os estabelecimentos fiquem abertos, apenas, entre 6h e 17h.

A determinação sobre o fechamento, entretanto, causou confusão aos donos dos bares e restaurantes durante a segunda noite do decreto municipal. Isso porque após uma reviravolta, o Tribunal de Justiça do Rio revogou a liminar que permitia o funcionamento dos estabelecimentos na capital fluminense até as 20h. Com isso, voltou a valer o artigo original do decreto da prefeitura. 

Equipes da Secretaria municipal de Ordem Pública (Seop), cientes do desentendimento, passaram a circular, a partir das 17h, por diversos pontos da cidade informando os comerciantes da mudança e dando um prazo de até uma hora para o fechamento. Apesar disso, estabelecimentos se recusaram a fechar no horário determinado. 

Ao todo, 733 autuações foram registradas por agentes da prefeitura. Entre as ações, 70 estabelecimentos foram multados por funcionar após o horário permitido e 10 interditados

Além de funcionarem fora do horário permitido, imagens obtidas pela CNN mostram estabelecimentos com aglomeração e clientes sem máscara e em pé, na calçada. 

Uma festa com cerca de 200 pessoas na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, também foi interditada pela Seop na noite de sábado. O evento oferecia serviço de buffet com  feijoada e já durava mais sete horas. A maior parte das pessoas não usavam máscaras.

Mais Recentes da CNN