Biomm assina acordo para fornecer vacina da CanSino contra Covid no Brasil

Biofarmacêutica brasileira fez acordo com laboratório chinês para fornecimento da vacina Convidecia no Brasil e diz que fará pedido de uso emergencial à Anvisa

Frasco da vacina contra Covid-19 Convidecia, produzida pela CanSino
Frasco da vacina contra Covid-19 Convidecia, produzida pela CanSino Reprodução

Camila Neumam*da CNN

Ouvir notícia

A biofarmacêutica brasileira Biomm informou nesta sexta-feira (1º) que assinou acordo com a CanSino para fornecimento da vacina contra Covid-19 Convidecia no Brasil. A vacina é de dose única e indicada para maiores de 18 anos.

A Biomm afirmou que pedirá autorização temporária de uso emergencial da Convidecia à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Com sede na China, a CanSino desenvolve 16 vacinas destinadas à prevenção de 13 doenças, e, em um segundo momento, pretendo produzir a Convidecia no Brasil.

O acordo prevê a possibilidade de produção da Convidecia na planta da Biomm em Nova Lima (MG).

Vacina de dose única

A vacina do CanSino Biologics INC foi desenvolvida a partir do chamado “adenovírus tipo 5”, um dos vírus que causa sintomas semelhantes aos do resfriado comum em humanos, mas é geneticamente modificado no imunizante. Outras vacinas contra Covid-19, como a vacina de Oxford/AstraZeneca e a Sputnik V utilizam adenovírus em sua composição.

Segundo a CanSino Biologics INC, o imunizante tem eficácia geral de 68,83% na prevenção de todos os casos após 14 dias da aplicação. Para casos graves de Covid-19, a eficácia da vacina é de 95,47% no mesmo período.

Com aplicação em dose única e armazenamento em geladeira comum (entre 2 e 8 graus Celsius), a vacina desenvolvida pela CanSino Biologics INC tem estudos clínicos sendo realizados no Paquistão, Rússia, Chile, Argentina e México. Atualmente, a Convidecia aprovações de uso emergencial no México, Paquistão, Hungria, Chile, Equador, Argentina, Malásia, Indonésia e Quirguistão.

Segundo a Biomm, o preço da vacina será compatível com outras opções já existentes no mercado brasileiro e a dose única representa vantagens para o Programa Nacional de Imunizações.

“A dose única também representa vantagens para os programas de imunização, devido ao custo de aplicação por pessoa e imunização completa de uma vez – ao contrário da maioria das vacinas Covid-19 atualmente disponíveis, que requerem duas doses”, descreveu a farmacêutica em um comunicado para a imprensa.

*Com informações da Reuters.

 

Mais Recentes da CNN