BioNTech espera saber sobre eficácia da vacina contra nova variante em 14 dias

Laboratório, que produz vacinas junto com a Pfizer, diz ainda que, caso a nova variante seja resistente às vacinas, poderá entregar versões atualizadas em 100 dias

Vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer-Biontech
Vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer-Biontech Foto: Dado Ruvic - 10.nov.2020/Reuters

Kaluan Bernardoda CNN*

Ouvir notícia

A BioNTech, que produz vacinas contra a Covid-19 junto com a Pfizer, disse que espera ter mais informações sobre a variante B.1.1.529 nas próximas duas semanas.

A linhagem B.1.1.529 do novo coronavírus tem preocupados cientistas por ter muitas mutações que dão vantagens ao vírus.

A cepa também encontrada em Botsuana, África do Sul, Hong Kong, Israel e Bélgica. Até o momento, não há registros da variante no Brasil.

“Entendemos as preocupações de especialistas e iniciamos imediatamente as investigações sobre a variante B.1.1.529”, disse a BioNTech em um comunicado.

“Esperamos ter mais informações dos laboratórios em, ao menos, duas semanas. Esses dados vão oferecer mais informações se a B.1.1.529 pode ser uma variante de escape que exija ajustes na vacina caso se espalhe globalmente”, diz o comunicado.

Variantes de escape imunológico são aquelas que fogem da proteção oferecida pelas vacinas. Caso este seja o caso da nova variante, o laboratório diz que espera conseguir ajustar a vacina em seis semanas e entregar as primeiras doses da nova versão em 100 dias,

* Com informações da Reuters

 

Mais Recentes da CNN