Brasil pode atingir pico de 1,3 milhão de casos por dia de Ômicron em fevereiro

Estimativas da Universidade de Washington apontam ainda que hoje país já deve ter mais de 430 mil pessoas se infectando todos os dias

Hospitalizações também devem aumentar até fevereiro, segundo Universidade de Washington
Hospitalizações também devem aumentar até fevereiro, segundo Universidade de Washington 11/12/2021 REUTERS/Dado Ruvic

Raquel Landimda CNN

Ouvir notícia

O Brasil pode atingir o pico de 1,3 milhão de infectados por dia pela Covid-19 em meados de fevereiro por causa da disseminação da variante Ômicron, apontam estimativas da Universidade de Washington.

As projeções incluem não só casos positivos confirmados, mas também estimativas de quem se infectou e nem chegou a testar.

Essa nova onda promete ser um “tsunami” de casos em relação a tudo que se viu na pandemia até agora. Conforme os pesquisadores americanos, o país já deve ter hoje mais de 430 mil pessoas se infectando todos os dias.

Só esse número já é superior aos 370 mil registrados no pico anterior em março do ano passado. Se as projeções se confirmarem, teremos quase quatro vezes mais casos do que o país conhecia como o ápice da doença.

As projeções também são de alta de internações e de óbitos, mas num ritmo muito mais lento e distante da crise humanitária do início do ano passado.

Ainda segundo a Universidade de Washington, as hospitalizações devem subir das atuais duas mil para oito mil por dia em meados de fevereiro, abaixo das 25 mil registradas em abril do ano passado.

As estimativas apontam que a Covid-19 deve estar provocando hoje no Brasil 280 mortes por dia e esse número pode crescer para 490 até o início de março. Em março do ano passado, chegaram a morrer mais de 3 mil brasileiros por dia.

Cuidados básicos ajudam a prevenir a Covid-19 e a gripe:

Mais Recentes da CNN