Brasil registra 979 mortes e 36.315 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 h

No total, país já soma 572.641 óbitos e 20.494.212 de contaminações pela doença

Profissional com vacina contra a Covid-19
Profissional com vacina contra a Covid-19 Foto: MAURO AKIIN NASSOR/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Anna Gabriela Costa, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Nesta quinta-feira (19) foram registradas 979 mortes e 36.315 novos casos de Covid-19 no Brasil, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Os números são referentes às últimas 24 horas.

No total, o país já soma 572.641 mortes e 20.494.212 de contaminações pelo novo coronavírus, números que tornam o Brasil o segundo país com mais mortes e o terceiro em casos confirmados da doença.

Sete estados brasileiros ultrapassaram a marca de 1 milhão de contaminações pelo novo coronavírus: São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Bahia, Santa Catarina e o Rio de Janeiro.

O estado de São Paulo lidera com mais de 4 milhões de contágios e 143 mil óbitos causados pela doença. 

Coronavírus no mundo

Segundo a Universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos lideram em número de mortes pela doença no mundo, com mais de 624 mil óbitos.

Já em número de contaminações, os EUA e a Índia ficam a frente do Brasil no ranking mundial, ainda segundo a Johns Hopkins. Os Estados Unidos têm 37 milhões de contaminações pela doença e a Índia registra, até o momento, 32 milhões de casos.

O Brasil aparece em seguida, com 20.494.212 de contaminações pelo novo coronavírus.

Anvisa solicita novos dados sobre dose de reforço da Pfizer

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realizou, nesta quinta-feira (19), uma reunião com a farmacêutica Pfizer para discutir os dados científicos disponíveis até o momento sobre a necessidade de uma dose de reforço da vacina da Pfizer, especialmente para pacientes transplantados e imunossuprimidos.

A decisão sobre a recomendação da terceira dose ainda está em análise. Segundo a Anvisa, o objetivo é acompanhar todas as evidências científicas disponíveis das pesquisas diretas conduzidas pela Pfizer e de outras publicações que possam contribuir para a avaliação sobre necessidade de dose de reforço.

Mais Recentes da CNN