Brasil tem 1.109 novas mortes por Covid-19; total de infectados vai a 1,3 mi

De acordo com dados do Ministério da Saúde, quase 716 mil pessoas já conseguiram se recuperar da doença

Passageiros usam máscara de proteção no metrô de São Paulo
Passageiros usam máscara de proteção no metrô de São Paulo Foto: Rahel Patrasso - 6.mar.2020/Reuters

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O Brasil atingiu neste sábado (27) o total de 57.070 mortes causadas pelo novo coronavírus. De acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Saúde, o país registrou, nas últimas 24 horas, 1.109 novas mortes e 36.693 novos casos de contaminados por Covid-19. O número total de infectados já chega a 1.313.667. 

As informações, consolidadas pelas secretarias estaduais da saúde, englobam as confirmações registradas desde as 16h do dia anterior, independente do dia em que ocorreram.

Leia também:

Governo fecha parceria para produzir vacina britânica

Teste rápido feito em farmácias tem resultado positivo em 15% dos casos

Covas diz que São Paulo fechará hospital de campanha do Pacaembu

Os índices divulgados pelo Ministério da Saúde apontam que 715.905 pessoas já conseguiram se recuperar da doença. Entretanto, 540.692 pacientes ainda terão seus casos acompanhados por equipes médicas, para que seja concluído o diagnóstico adequado.

São Paulo prevalece como o estado com maior número de mortes e de casos de coronavírus no Brasil, com 265.581 contaminados e 14.263 mortes no total. Em seguida, o Rio de Janeiro tem 108.803 casos e 9.789 mortes, o Ceará, com 106.628 casos e 5+981 óbitos e em seguida, o estado do Pará, com 99.313 casos e 4.834 mortes causadas pela Covid-19. 

No balanço anterior, da sexta-feira (26), foram reportadas 990 novas mortes e 46.860 novos casos de contaminação nas 24 horas anteriores, em todo o país. 

Parceria para vacina

Neste sábado, o governo brasileiro anunciou uma parceria com o Reino Unido para a produção de uma vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca no combate ao vírus. Em um primeiro momento, o Brasil recebrá com 30,4 milhões de doses.

A eficácia da vacina ainda não está comprovada, mas, caso se prove eficiente no combate ao coronavírus, o Brasil aumentará a compra numa segunda fase, para produzir mais 70 milhões de doses.

Tabela de Covid-19
Dados do Ministério da Saúde sobre a pandemia de coronavírus no Brasil (27/06/2020)
Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

Mais Recentes da CNN