Campanha de vacinação precisa de divulgação maciça, alerta ex-Anvisa

Ex-diretor da Anvisa, Gonzalo Vecina ressaltou a importância de uma campanha para que os brasileiros não deixem de se vacinar contra a Covid-19

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Ex-diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o médico sanitarista Gonzalo Vecina disse, em entrevista à CNN, que é fundamental o Brasil elaborar uma campanha de conscientização para que os brasileiros não deixem de tomar a vacina contra a Covid-19.

“Começamos a vacinação, mas ainda temos muito pela frente. Uma coisa fundamental é comunicar a população da importância de se vacinar”, destacou Vecina. “Nenhuma campanha importante de vacinação nós conseguimos fazer sem uma divulgação maciça da importância de vacinar-se e sem convocar as pessoas para virem tomar a vacina”, completou.

O Plano Nacional de Imunização prevê vacinar os idosos e as pessoas com comorbidades nas segunda e terceira fases, respectivamente. Para Vecina, esses grupos mostrarão maior resistência em procurar a imunização voluntariamente.

“A partir daí, a campanha de vacinação vai ganhar bastante dificuldade. Vamos ter que fazer uma campanha de divulgação e contar muito com a vontade da boa imprensa de divulgar, disseminar essas informações. Sem informação, não tem vacinação, pois vacinar exige que as pessoas fiquem sabendo”, alertou o médico.

Sala de espera para vacinação no Hospital das Clínicas de SP
Sala de espera para vacinação no Hospital das Clínicas de SP
Foto: Divulgação

(Publicado por Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN