Cidade do Rio espera receber novas doses até quarta-feira para seguir vacinação

Apesar de ter vacinas garantidas até a próxima quarta-feira (4), secretário municipal de Saúde está confiante no recebimento de mais doses por parte do governo

Vacinação contra Covid-19 em Magé, Rio de Janeiro
Vacinação contra Covid-19 em Magé, Rio de Janeiro Foto: Pilar Olivares/Reuters (7.abr.2021)

Bruna Carvalho e Iuri Corsini, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

O secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, esteve nesta segunda-feira (2) no Centro Municipal de Saúde Píndaro de Carvalho Rodrigues, no bairro da Gávea, Zona Sul do Rio de Janeiro, para acompanhar a nova etapa da campanha de vacinação na capital. O secretário informou ter doses para seguir a campanha de imunização até a próxima quarta-feira (4), mas está confiante em novas entregas por parte do Ministério da Saúde, para garantir a aceleração do calendário.

“Entramos na fase de capacidade máxima da aplicação de doses. Esperamos aplicar 400 mil vacinas nesta semana. Temos doses até quarta-feira, mas o Ministério da Saúde já se comprometeu a enviar os imunizantes entre duas a três vezes por semana. Nesta segunda-feira (2), por exemplo, já tem previsão de chegar novas doses à cidade do Rio. O Ministério da Saúde tem estoque de 12 milhões de vacinas para serem distribuídas então muito provavelmente as vacinas vão chegar e não haverá necessidade de nova paralisação”, disse Soranz.

Nesta segunda-feira, o público convocado pela campanha de vacinação são pessoas de 32 anos, sendo mulheres de manhã e homens à tarde. Até o final da semana, poderão receber a primeira dose pessoas entre 32 e 27 anos, seguindo a mesma divisão por turnos. À tarde também haverá repescagem para pessoas com deficiência, pessoas com 50 anos ou mais, gestantes e puérperas.

“Essa semana começamos a vacinar de forma muito mais acelerada. Começa com 32 anos e acaba no sábado com 27. Essa fase agora inicia vacinando as pessoas que estão em atividade mais intensa, que circulam mais na cidade, uma população economicamente ativa. Então é muito importante que essas pessoas se vacinem para evitar a disseminação do vírus“, reforçou o secretário.

Em relação à vacinação em menores de idade, Soranz disse que aguarda a conclusão de estudos para autorização da vacinação em menores de 12 anos. Para ele, seria um passo importante no combate à pandemia, pois aumentaria a proteção viral em grande parte da população.

“Seria ótimo que tivesse uma vacina que pudesse ser utilizada em pessoas de 3 a 12 anos. Temos hoje a Pfizer, que pode ser utilizada em pessoas de 12 a 17, e que será a vacina utilizada para imunizar os adolescentes aqui na cidade do Rio. Se a Coronavac for autorizada, isso será muito importante para aumentar a proteção da população como um todo”, concluiu.

Atualmente, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde do Rio, já foram aplicadas 5.635.006 doses do imunizante contra a Covid-19. Foram 3.859.988 que tomaram a 1ª dose, 1.637.297 pessoas imunizadas com ambas as doses, e 137.721 que tomaram a dose única da vacina.

Volta às aulas

E também nesta segunda-feira foram retomadas as aulas presenciais na rede municipal de ensino. Para o secretário, este é o momento ideal para a retomada. Segundo ele, essa reabertura vai contribuir com a diminuição da evasão escolar e gerar mais segurança para as crianças. 

“A retomada é essencial. As crianças ficaram muito tempo fora da escola, o que prejudica muito o desenvolvimento e contribui com o aumento da taxa de evasão escolar. Sabemos que os países que retomaram as aulas, as escolas foram ambientes seguros para crianças. Nossa expectativa é que o retorno das aulas possa aumentar a proteção social e reduzir a evasão escolar na cidade do Rio”, concluiu.

Na capital fluminense, 99.9% das escolas municipais retomam as aulas. Apenas uma não pode abrir, pois passa por manutenção estrutural. Serão 1.542 escolas abertas. Haverá aulas para estudantes de toda a rede – desde o berçário até o Ensino de Jovens e Adultos, incluindo as Classes Especiais. A rede municipal de Educação do Rio é formada por 644 mil estudantes.

Mais Recentes da CNN