Comitê do Nordeste recomenda proibição de festas de Réveillon e Carnaval

Segundo a instituição, medidas de proteção coletiva como o passaporte da vacina devem ser adotadas devido à variante Ômicron e "incertezas futuras existentes"

Carnaval de Recife 2020
Carnaval de Recife 2020 Foto: Governo do Estado de Pernambuco

Tiago Tortellada CNN*

Ouvir notícia

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste recomendou nesta sexta-feira (3) a proibição de festas de Réveillon e Carnaval na região por conta da variante Ômicron. De acordo com boletim da entidade, as festividades de fim de ano e a folia podem gerar aglomerações que intensificariam a transmissão do vírus e resultariam em uma nova onda de Covid-19.

O documento cita o quadro global e nacional atual da pandemia e “incertezas futuras existentes” e recomenda ainda intensificar a vacinação por meio da busca ativa de pessoas que não completaram o esquema vacinal, ampliar o ritmo da imunização por meio de estratégias como carro de som e aplicação das doses nas escolas e manter o uso obrigatório de máscaras faciais.

O comitê também defende medidas de proteção coletiva como a exigência passaporte da vacina para entrada em cinemas, teatros, estádios de futebol e outros.

“Essas novas variantes podem não somente ser mais transmissíveis e mais patogênicas como também evadirem da imunidade produzida pelas vacinas. Não por acaso que a identificação recente de uma nova variante na África do Sul, denominada Ômicron, esteja gerando tamanha tensão e expectativas entre políticos, gestores e especialistas”, destacou o boletim.

Nesta sexta-feira (3), foi confirmado o primeiro caso da nova cepa do vírus no Rio Grande do Sul. Ao todo, são seis casos confirmados da Ômicron no Brasil.

Desde o início da pandemia, o país já registrou 22.129.409 infecções e 615.400 mortes pelo coronavírus. O boletim InfoGripe da Fiocruz, divulgado na quinta-feira (2), indicou que 13 dos 27 estados tem sinais de crescimento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave.

*com informações da Agência Brasil

Mais Recentes da CNN