Correspondente Médico: O que é miocardite aguda e quais os riscos?

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, foi diagnosticado com a doença e internado em Brasília

Da CNN

Ouvir notícia

Na edição desta segunda-feira (14) do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes esclarece o que é a miocardite aguda, quais as causas e os riscos em caso de diagnóstico tardio.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, foi diagnosticado com a doença.

“Miocárdio significa músculo do coração. Em medicina, tudo que leva o sufixo ‘ite’, significa inflamação. Então, trata-se de uma inflamação no músculo do coração”, explica ele.

Leia e assista também:
Quem é André Mendonça, novo ministro da Justiça e Segurança Pública
Correspondente Médico: O que é síndrome de burnout e quais os sintomas?
Correspondente Médico: Quais as causas da convulsão e o que fazer?

Correspondente Médico:  o neurocirurgião Fernando Gomes explica miocardite aguda
Correspondente Médico: o neurocirurgião Fernando Gomes explica condição chamada miocardite aguda, que causou internação do ministro André Mendonça
Foto: CNN (14.set.2020)

De acordo com Gomes, grande parte dos casos tem relação com infecções virais, mas também existem outras causas de miocardite, como a doença de Chagas e doenças autoimunes que acabam se manifestando dessa forma. 

Os sintomas são sensação de fraqueza, desconforto e, se tiver uma pericardite (outro tipo de inflamação no coração) associada, a pessoa pode sentir muita dor relacionada com o próprio processo inflamatório.

A miocardite aguda aumenta as chances de alteração da pressão arterial, do ritmo cardíaco. “O que acaba acontecendo é que o coração não funciona de uma forma normal como deve funcionar. Numa situação de inflamação, esse ritmo cardíaco pode ficar alterado, causando arritmias e até mesmo uma parada”, alerta.

Segundo o especialista, trata-se de uma “doença potencialmente grave”, mas que evolui bem caso seja diagnosticada e tratada imediatamente. “A partir do momento em que a gente já tem o diagnóstico e faz todo o tratamento, tem boas chances de ter uma evolução satisfatória”, tranquiliza.

“O grande detalhe é não demorar a ter o diagnóstico para não retardar o tratamento porque, se o sistema cardiovascular entra em colapso, pode ter uma parada cardiovascular e evoluir para óbito”, conclui.

Estado de Mendonça

Segundo a equipe de cardiologia do Hospital Brasília, o ministro do governo Bolsonaro foi medicado e está bem. 

Ele recebeu visita do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), do secretário-executivo do Ministério da Justiça, Tercio Tokano, e do ministro da Educação, Milton Ribeiro, segundo o colunista Igor Gadelha, da CNN.

Auxiliares do ministro da Justiça dizem que ainda não há previsão de alta, nem decisão sobre possível licença dele para tratamento de saúde.

Em nota, a assessoria de imprensa da pasta informou que, por orientação médica, Mendonça ficará internado, em observação, “pelo menos” nas próximas 48 horas.

(Edição: André Rigue)

Mais Recentes da CNN