Covid-19 pode causar trombose e embolia pulmonar, diz cirurgião

Doença gera forte processo inflamatório no organismo e médico aponta fatores de risco para evoluções mais graves

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Novas pesquisas relacionam a Covid-19 com o risco de trombose e, consequentemente, embolia pulmonar. Em entrevista à CNN, o cirurgião vascular Fábio Rossi disse que pessoas do grupo de risco da doença devem redobrar os cuidados implementando uma alimentação saudável e a prática de exercícios.

“Existe bastante evidência de que o novo coronavírus aumenta o processo inflamatório, que está muito relacionado à coagulação sanguínea. A trombose é um coágulo e, se acontecer em vasos arteriais, pode causar isquemia [diminuição da circulação sanguínea]. Coágulos em membros inferiores podem se deslocar pela corrente sanguínea até o pulmão, causando a embolia pulmonar”, explicou o médico.

Segundo Rossi, foi constatado que pacientes com Covid-19 têm duas vezes mais chances de desenvolver trombose. Entre os casos mais graves, com o paciente internado em UTI, o risco para a embolia pulmonar fica entre 20% a 50%.

Leia mais:

Número de casos da Covid-19 no Brasil pode ser 16 vezes maior

Médicos especialistas divergem sobre o uso de cloroquina e isolamento

O especialista também ponderou que a falta de exercícios durante a quarentena aumenta o risco de trombose, já que as pessoas costumam ficar sentadas ou deitadas por muitas horas na mesma posição.

“Todo mundo que fica em situação de difícil mobilização tem maior risco de trombose. Os sintomas principais são dor, endema e inchaço, geralmente nos membros inferiores, onde a doença ocorre em maior prevalência.”

Rossi recomendou alguns cuidados para os pacientes de Covid-19 em quarentena, sobretudo os que tem risco aumentado, como idosos, obesos e pessoas com histórico de trombose na família. “É importante se hidratar muito bem, fazer exercício físico, evitar ficar muitas horas na mesma posição. De vez em quando tem que levantar e andar um pouco. Reforce a alimentação com vitamina C, frutas, legumes e durma bem.” 

Mais Recentes da CNN