Daniela Lima: O dia D da discussão sobre vacinas no Brasil

Nesta quarta-feira, governo federal apresentou Plano Nacional de Imunização e o Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar ações relacionadas às vacinas

Da CNN

Ouvir notícia

No quadro Em Off desta quarta-feira (16), na CNN Rádio, Daniela Lima avaliou que hoje é uma espécie de “Dia D” para a discussão sobre vacinas no Brasil. 

Isso porque além de o governo apresentar o Plano Nacional de Imunização (PNI) também é começa a ser discutido no Supremo Tribunal Federal (STF) se os pais têm ou não a obrigação de vacinar os filhos.

“O Supremo julga hoje ações sobre obrigatoriedade de vacinação no Brasil, não necessariamente a da Covid-19. E o pano de fundo são pais que brigam na Justiça para não vacinar o filho que tem 5 anos de idade”, disse a jornalista.

Assista e leia também:
Após críticas, Saúde amplia grupo prioritário e tira nomes de técnicos do plano
Pazuello descarta termo de responsabilidade para vacina registrada na Anvisa

Sobre o PNI, ela destacou que mesmo depois que a vacinação for iniciada ainda levará certo tempo até a volta da normalidade.

“Para vacinar cada um dos grupos prioritários, e são quatro, o governo prevê 30 dias para cada grupo, ou seja, quatro meses. E, depois, um ano para toda a população”, afirmou.

“Ainda que a vacina chegue rápido, não vamos ter o novo normal no dia seguinte. Vai levar um ano para imunizar toda a população.”

Mais Recentes da CNN