Descubra os 5 cânceres mais mortais do mundo e como detectar seus sintomas

No Dia Internacional do Câncer de Mama, descubra os sintomas principais da doença, além de outros cânceres que mais fazem vítimas

Ilustração de céula cancerígena na corrente sanguínea
Ilustração de céula cancerígena na corrente sanguínea Reprodução

Da CNN em Espanhol

Ouvir notícia

O dia 19 de outubro marca o Dia Internacional do Câncer de Mama. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, este é um dos tipos de câncer que mais causa mortes no mundo. Veja quais são os cinco cânceres mais mortais do mundo.

1. Câncer de pulmão

De acordo com a OMS, 1,8 milhão de pessoas morreram em 2020 de câncer de pulmão. Sua causa mais comum é o tabagismo, gerando cerca de 90% das mortes por essa condição.

O tabagismo causa mais de 480 mil mortes a cada ano apenas nos Estados Unidos, ou quase uma em cada cinco mortes, de acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Os fumantes do sexo masculino têm 25 vezes mais chances de desenvolver câncer de pulmão do que os não fumantes, enquanto as mulheres têm 25,7 vezes mais, de acordo com o CDC.

Sintomas

Este tipo de câncer apresenta poucos sintomas na fase inicial. Porém, mais tarde, a doença se manifesta com:

Tosse frequente

Dor no peito

Dificuldade para respirar

Respiração ofegante

Episódios repetidos de pneumonia ou bronquite

Rouquidão

Tosse com excesso de muco e catarro com sangue ou cor de ferrugem

Uma forma de prevenir esse câncer é evitar fumar ou o fumo passivo.

 2. Câncer colorretal

O câncer colorretal afeta as porções intestinais baixas do sistema digestivo, cólon e reto e, em 2020, ceifou a vida de 935 mil, segundo a OMS.

Os tumores podem se desenvolver em qualquer parte do cólon ou reto.

Se as células do câncer colorretal se espalharem para fora do cólon ou reto, elas geralmente viajam para os gânglios linfáticos próximos (às vezes chamados de gânglios linfáticos).

O câncer colorretal também pode se espalhar para outras partes do corpo, especialmente o fígado e, às vezes, para os pulmões, ossos e outros órgãos.

Sintomas

Os sintomas de câncer colorretal incluem:

Diarreia ou prisão de ventre

Sensação de que o intestino não está se esvaziando completamente

Sangue nas fezes

Dores frequentes de gases ou cãibras

Perda de peso sem motivo conhecido

Fadiga

Náusea ou vômito

O risco de desenvolver câncer colorretal está fortemente relacionado à história familiar. Em comparação com a população em geral, as pessoas com histórico familiar de câncer colorretal enfrentam aproximadamente o dobro do risco de desenvolver a doença. A maioria dos pacientes com câncer colorretal com mais de 50 anos são diagnosticados nos estágios iniciais da doença.

Mas um estudo da American Cancer Association de 2019 revelou que a maioria dos pacientes mais jovens com câncer e sobreviventes, 71%, disseram que foram diagnosticados em estágios avançados 3 e 4.

A American Cancer Society atualizou suas diretrizes de rastreamento do câncer colorretal em 2018 para recomendar que os adultos de risco médio sejam rastreados a partir dos 45 anos, em vez dos 50, conforme previamente recomendado. As opções de triagem podem variar desde a realização de um teste de fezes altamente sensível anualmente a uma colonoscopia a cada 10 anos.

O câncer colorretal é altamente tratável se detectado precocemente. Os testes podem detectar crescimentos pré-cancerosos e removê-los. O tratamento para esse tipo de câncer inclui cirurgia, radioterapia e quimioterapia.

Câncer e doença de Parkinson enfraqueceram Powell e quando ele foi infectado com covid-19 ele morreu, diz Dr. Huerta

3. Câncer de fígado

Esse tipo de câncer causou 830 mil mortes em todo o mundo em 2020, de acordo com a OMS.

O fígado também é suscetível ao câncer de outros órgãos que se espalham, especialmente o câncer colorretal.

De acordo com a American Cancer Association, a “melhor opção” para curar o câncer de fígado é remover o tumor canceroso com cirurgia ou transplante de fígado, e cânceres menores do fígado também podem ser tratados com outros tipos de tratamento, como ablação ou radiação.

Sintomas

Entre os sintomas estão:

Perda de peso inexplicável

Fadiga

Sensação de saciedade após uma pequena refeição

Falta de apetite

Dor abdominal persistente

Inchaço da área do estômago

Descoloração amarela da pele e olhos

Massa que pode ser sentida no fígado

Os tratamentos para câncer de fígado incluem cirurgia, ablação, terapia de embolização, radioterapia, imunoterapia e quimioterapia, entre outros.

4. Câncer de estômago

O câncer gástrico ocorre quando as células cancerosas se formam no revestimento do estômago. Em 2020, 769 mil pessoas morreram em todo o mundo por esse tipo de câncer.

“Os fatores de risco incluem tabagismo, infecção pela bactéria H. pylori e certas doenças hereditárias”, diz o Instituto Nacional do Câncer.

Existem vários tipos de câncer de estômago que tendem a se desenvolver ao longo de um período de vários anos, diz a American Cancer Society (ASC). Ele ressalta que antes que o câncer verdadeiro se formasse, mudanças “pré-cancerosas” costumam ocorrer no revestimento do estômago.

Como os tumores cancerosos no estômago podem se desenvolver em diferentes seções desse órgão, a localização das células cancerosas pode fazer com que os tratamentos variem.

Sintomas

De acordo com a American Cancer Society, os sintomas incluem:

Falta de apetite

Perda de peso (sem tentar)

Dor abdominal (barriga)

Desconforto no abdômen, geralmente acima do umbigo

Uma sensação de saciedade na parte superior do abdômen após uma pequena refeição

Azia ou indigestão

Doença

Vômito, com ou sem sangue

Edema ou acúmulo de fluido no abdômen

Sangue nas fezes

Contagem baixa de glóbulos vermelhos (anemia)

5. Câncer de mama

O câncer de mama é o tipo mais comum para mulheres em 154 dos 185 países em um estudo de 2018 da Agência Internacional de Pesquisa do Câncer da OMS.

Representa 15% de todos os cânceres femininos, de acordo com a OMS. Em 2020, ocorreram 685 mil mortes por esse tipo de câncer, segundo a organização.

Cerca de um em cada quatro novos casos de câncer diagnosticados em mulheres em todo o mundo ocorre na mama.

Se detectado precocemente, o câncer de mama pode ser uma doença controlável. Mas continua a ser a principal causa de morte por câncer em mulheres, seguido por câncer de pulmão, colorretal e colo do útero.

As taxas de sobrevivência ao câncer de mama variam de 80% na América do Norte a menos de 40% em países de baixa renda. Isso se deve principalmente à falta de programas de rastreamento.

Câncer de mama: “Detectado precocemente, em 90% dos casos é curável”

O câncer de mama em homens é menos comum do que em mulheres.

De acordo com um estudo da American Cancer Society, o risco absoluto de um homem desenvolver câncer é de 1 em 833, enquanto para as mulheres é de 1 em 8.

No entanto, embora esta doença seja rara em homens, as estatísticas mostram que ela está aumentando. Em 2019, a Sociedade estima que 2.670 novos casos foram diagnosticados em homens e aproximadamente 500 mortes. Em 1991, havia apenas 900 casos de câncer de mama invasivo em homens.

Sintomas

De acordo com o CDC, alguns sinais de alerta de câncer de mama são:

Um novo caroço na mama ou axila (debaixo do braço)

Aumento da espessura ou inchaço de parte da mama

Irritação ou flacidez da pele da mama

Vermelhidão ou descamação no mamilo ou na área da mama

Flacidez do mamilo ou dor nessa área

Secreção mamilar, exceto leite, até mesmo sangue

Qualquer mudança no tamanho ou formato da mama

Dor em qualquer parte da mama

(Texto traduzido. Leia aqui o texto original em espanhol.)

Mais Recentes da CNN