Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Doença de Crohn: entenda o que é, sintomas e tratamentos

    Essa é uma da principais doenças inflamatórias intestinais (DII) e é caracterizada por sintomas como diarreia persistente, perda de peso e, em casos graves, anemia

    A doença de Crohn é uma doença inflamatória intestinal e crônica, que leva à inflamação do intestino e a sintomas como diarreia, sangue nas fezes e perda de peso
    A doença de Crohn é uma doença inflamatória intestinal e crônica, que leva à inflamação do intestino e a sintomas como diarreia, sangue nas fezes e perda de peso Panuwat Dangsungnoen/GettyImages

    Gabriela Maraccinida CNN

    O cantor Adrián Olivares, ex-integrante do grupo musical Menudo, faleceu na última segunda-feira (8) devido a complicações decorrentes de uma cirurgia para tratar doença de Crohn. Essa é uma doença inflamatória intestinal caracterizada pela inflamação do trato digestivo, acometendo, principalmente, o intestino delgado e grosso.

    Segundo a Cleveland Clinic, renomado centro médico acadêmico localizado nos Estados Unidos, a doença de Crohn afeta cerca de 6 a 8 milhões de pessoas no mundo. Ainda não há uma causa única conhecida para o surgimento da doença, mas ela pode estar relacionada a uma resposta imunológica disfuncional, em que o sistema imune passa a atacar células saudáveis do corpo, causando inflamação.

    No entanto, alguns fatores de risco podem estar associados ao desenvolvimento da doença, como:

    • Tabagismo: fumar pode aumentar o risco de desenvolver doença de Crohn;
    • Idade: a doença é mais comum na adolescência e em jovens com menos de 30 anos, apesar de poder ser diagnosticada em pessoas mais velhas;
    • Alimentação: dieta rica em gorduras aumenta o risco de inflamação no intestino;
    • Histórico familiar: ter membros da família com a doença aumenta o risco de uma pessoa desenvolver a condição;
    • Estresse: a resposta do corpo ao estresse pode aumentar a chance de processos inflamatórios, incluindo a doença de Crohn.

    Sintomas de doença de Crohn

    Segundo a Cleveland Clinic, os sintomas da doença de Crohn podem surgir de forma gradativa ou repentinamente, além de variar de intensidade leve para grave. Inicialmente, podem ser notados sintomas como:

    • Dor abdominal;
    • Diarreia crônica;
    • Perda de apetite;
    • Perda de peso;
    • Presença de sangue nas fezes.

    Com a evolução da doença, os sintomas podem se tornar mais intensos e graves, afetando outras regiões do corpo além do intestino. É o caso de:

    • Anemia;
    • Úlceras na boca ou na gengiva;
    • Artrite ou dor nas articulações;
    • Erupções cutâneas;
    • Osteoporose;
    • Obstrução do cólon;
    • Cálculo renal;
    • Febre alta;
    • Cansaço generalizado.

    Como é feito o diagnóstico?

    De acordo com o Manual MSD, o diagnóstico da doença de Crohn pode ser feito através de exames de sangue e fezes, além de exames de imagem (tomografia computadorizada ou ressonância magnética) e da colonoscopia.

    Os exames de sangue podem detectar a presença de anemia, uma característica da doença de Crohn. Já o exame de fezes ajuda a descartar a possibilidade de a diarreia e os outros sintomas intestinais serem causados por infecções intestinais.

    Os exames de imagem são importantes para detectar possíveis obstruções, abscessos ou fístulas e descartar outras possíveis causas para a inflamação intestinal. Por fim, a colonoscopia, pode detectar a doença de Crohn na região do cólon e do íleo (parte final do intestino delgado). Durante o procedimento, o médico pode realizar biópsia, coletando pequenas amostras do tecido, para análise laboratorial, o que também ajuda a confirmar o diagnóstico.

    “O diagnóstico das doenças inflamatórias intestinais é um quebra-cabeça, raramente um único exame vai diagnosticar o quadro”, explica Maira Marzinotto, gastroenterologista do Centro Especializado em Aparelho Digestivo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em matéria publicada anteriormente na CNN.

    “A colonoscopia é uma peça-chave que, quando alterada, acaba ajudando a fechar o diagnóstico. Mas muitos outros exames podem ser necessários, como exames fecais, para ver se tem inflamação no tubo digestivo, endoscopia, para analisar se há acometimento do estômago e do esôfago, o que é mais raro”, completa.

    Tratamentos para doença de Crohn

    Atualmente, não há cura para doença de Crohn. O objetivo do tratamento é reduzir a inflamação e, consequentemente, seus sintomas, além de evitar possíveis complicações.

    Segundo o Manual MSD, o tratamento pode ser feito com uso de medicamentos para diarreia, corticoides, antibióticos, aminossalicilatos (usados para tratar a inflamação), medicamentos imunomoduladores (que reduzem a ação do sistema imunológico), agentes biológicos (agente modificador das ações do sistema imune), além de dieta específica para pacientes com doença de Crohn.

    Em alguns casos, a cirurgia pode ser indicada para tratar complicações da doença, como para remover perfurações intestinais, fístulas ou desobstruir o intestino.

    Doença de Crohn pode virar câncer?

    A doença de Crohn pode aumentar o risco de desenvolver câncer de cólon, de acordo com a Cleveland Clinic. Por isso, seguir o tratamento corretamente é fundamental para controlar o processo inflamatório e minimizar as complicações.

    “Por isso, os pacientes com retocolite ou com Crohn com acometimento do intestino grosso devem sempre acompanhar e realizar periodicamente a colonoscopia para que esse risco seja o menor possível”, orienta Marzinotto.

    Estudo dá novas pistas sobre causa de doença intestinal grave