Efeito colateral não tem relação com eficácia da vacina, diz especialista

Segundo vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações, o medo de não estar seguro por não ter tido reação é um mito que ocorre há anos

*Mylena Guedes, da CNN, no Rio

Ouvir notícia

Enquanto algumas pessoas se queixam de sentirem reações após receberem a dose da vacina contra a Covid-19, outras estão preocupadas por não terem sentido nenhuma alteração depois da aplicação da dose. Especialistas ouvidos pela CNN explicam, no entanto, que os vacinados devem ficar tranquilos em relação a eficácia dos imunizantes, já que a segurança das vacinas não tem nenhuma relação com os efeitos colaterais. 

De acordo com a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM), Isabella Ballalai, esse medo por parte da sociedade não é atual, pelo contrário, já ocorre há anos, com vacinas para outras doenças.  

“Antigamente as pessoas já perguntavam, “será que a vacina pegou?” depois de não sentirem nenhum efeito. Mas isso é um mito.  A vacina é eficaz se a capacidade do sistema imune de uma pessoa responder adequadamente ao antígeno, produzindo anticorpos contra a doença. Não há qualquer relação entre eficácia do imunizante e reação colateral”, afirma. 

Ainda segundo Isabella, não existe um fator determinante para que uma pessoa apresente reação. Isso porque os efeitos dependem da resposta de cada organismo ao imunizante.  

Profissional da saúde prepara vacina contra Covid-19 em Santos (SP)
A vacina é eficaz se a capacidade do sistema imune de uma pessoa responder adequadamente ao antígeno, produzindo anticorpos contra a doença
Foto: Guilherme Dionízio/Estadão Conteúdo (22.jun.2021)

Febre, mal-estar, dor no corpo e no local da aplicação são os efeitos colaterais mais comuns a qualquer vacina, segundo o infectologista e professor da UFRJ, Celso Ferreira Ramos. Ele ressalta que as reações não estão restritas aos imunizantes contra o novo coronavírus. 

“As reações estão presentes em todas as vacinas, é o que chamamos de reatogenicidade. Mas quem não sentiu nada, não precisa ter preocupação em relação a imunização, pois estará seguro após as doses prescritas”, afirma Celso Ramos.  

Em geral, os efeitos são transitórios e duram por, no máximo, 48 horas. Para aliviar a dor ou a febre após receber a vacina, não há mistério, segundo especialistas. Podem ser usados analgésicos e antitérmicos comuns. 
 

*Sob supervisão de Helena Vieira

Mais Recentes da CNN