Eliyahu Bakshi-Doron, ex-rabino-chefe de Israel, morre vítima do coronavírus

Doron, uma das principais autoridades religiosas do país de 1993 a 2003, morreu aos 79 anos após complicações da doença

Rabino Eliyahu Bakshi-Doron no Yeshiva Hakotel, em Jerusalém
Rabino Eliyahu Bakshi-Doron no Yeshiva Hakotel, em Jerusalém Foto: Michaeli/ Wikimedia Commons

Da CNN*

Ouvir notícia

Eliyahu Bakshi-Doron, ex-rabino-chefe de Israel, morreu após contrair o coronavírus, informou nesta segunda-feira (13) primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

Doron serviu de 1993 a 2003 como principal capelão do estado para os sefarditas, ou judeus de descendência do Oriente Médio e norte da África.

O rabino morreu no domingo aos 79 anos, com complicações respiratórias causadas pelo vírus, após período internado em Jerusalém.

“Tragicamente, o rabino Bakshi-Doron contraiu o coronavírus e os esforços dos médicos para salvá-lo não foram bem-sucedidos”, disse Netanyahu em comunicado.

Até este domingo, Israel registrou 11.145 casos de coronavírus e 103 mortes. 

* Com Reuters

Mais Recentes da CNN