Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Elon Musk detalha uso de cetamina que faz para tratar “estado químico negativo”

    Comentários do bilionário CEO da Tesla foram feitos em uma entrevista com o jornalista Don Lemon

    O empresário Elon Musk
    O empresário Elon Musk 16/6/2023 - Reuters/Gonzalo Fuentes/Arquivo

    Clare Duffyda CNN

    Elon Musk disse que está “quase sempre” sóbrio durante suas sessões de postagem tardias – ou, em alguns casos, muito cedo pela manhã – em sua plataforma de rede social, X (antigo Twitter).

    O comentário do bilionário CEO da Tesla foi feito em uma entrevista com o jornalista Don Lemon, durante a qual Musk discutiu seu uso do medicamento cetamina. Musk, conhecido por seu comportamento muitas vezes errático, enfrentou escrutínio após relatos recentes sobre seu suposto uso de drogas e o impacto potencial em suas empresas.

    “Há momentos em que tenho meio que um… estado químico negativo em meu cérebro, como depressão, eu acho, ou depressão que não está ligada a nenhuma notícia negativa, e a cetamina é útil para tirar alguém do estado de espírito negativo”, Musk disse a Lemon. Musk acrescentou que tem uma receita para a droga de “um médico real e verdadeiro” e usa “uma pequena quantidade uma vez a cada duas semanas ou algo assim”.

    Embora Musk tenha dito que não bebe e não “saiba como fumar maconha”, ele não especificou se estava falando de cetamina ou outra substância quando disse que está “quase sempre” sóbrio enquanto posta tarde da noite.

    Musk já postou anteriormente no X sobre seu uso prescrito de cetamina, uma droga usada principalmente em hospitais como anestésico, mas que está sendo cada vez mais explorada como um tratamento potencial para depressão, ansiedade e outras condições de saúde mental. Os comentários de Musk oferecem uma visão maior sobre o uso da droga por uma das pessoas mais ricas e poderosas do mundo.

    Musk negou que faça uso excessivo do medicamento, dizendo: “se você usar muito cetamina, realmente não pode trabalhar. Eu tenho muito trabalho, normalmente trabalho 16 horas por dia… então realmente não tenho uma situação em que possa não estar mentalmente alerta por um longo período de tempo.”

    Musk disse acreditar que sua depressão é genética e acrescentou que não acredita que seu uso de cetamina afetará suas empresas ou seus contratos governamentais.

    “Do ponto de vista de Wall Street, o que importa é a execução”, disse ele. “Você está construindo valor para os investidores? A Tesla vale cerca de tanto quanto o restante da indústria automobilística combinada … então, do ponto de vista do investidor, se houver algo que eu esteja tomando, devo continuar tomando.”

    A ampla entrevista de 90 minutos entre Musk e Lemon – que iniciou uma disputa entre os dois homens e resultou no fim de um acordo planejado para a X pagar a Lemon para postar seu novo programa de streaming na plataforma – abordou muito mais do que o uso de cetamina de Musk, incluindo as críticas de Musk aos programas de diversidade, equidade e inclusão e a demanda pelo Cybertruck da Tesla.

    Anunciantes na X

    Musk também discutiu o estado do negócio principal de publicidade na X, que sofreu desde que o bilionário adquiriu a empresa anteriormente conhecida como Twitter devido a um aumento no conteúdo odioso e controverso na plataforma. Musk anteriormente disse que os anunciantes que deixaram a X por preocupações com conteúdo antissemita poderiam “se f**er” e os acusou de matar a empresa.

    Na entrevista com Lemon, Musk disse que quase todos os anunciantes da empresa retornaram, e “é uma lista muito curta de anunciantes que não estão voltando para a plataforma, e nossa receita publicitária está aumentando rapidamente e nossa receita de assinatura está aumentando rapidamente e me sinto muito otimista sobre o futuro da plataforma X.” Ainda assim, o bilionário parecia desinteressado em ajustar as políticas da X para agradar aos anunciantes que saíram do site.

    “Você pode escolher onde deseja sua publicidade, em que deseja que seu anunciante apareça, mas não pode insistir na censura de toda a plataforma”, disse ele. “Se você insistir na censura de toda a plataforma, mesmo onde sua publicidade não aparece, obviamente não vamos querê-los como anunciante.”

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original