Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Estudo: Remédio reduz risco de morte por Covid e é eficaz contra todas as cepas

    À CNN Rádio, o professor da PUC-Minas Gilmar Reis, que é o coordenador do estudo, explicou como o Interferon Lambda atua para reduzir internações e mortes por Covid-19

    Divulgação/UHN

    Amanda Garciada CNN

    Um estudo brasileiro trouxe resultados positivos para o uso do medicamento Interferon lambda contra a Covid-19, com redução de internações e mortes pela doença.

    A pesquisa envolveu 2 mil voluntários infectados pelo Sars-Cov-2, em mais de 30 cidades de Minas Gerais.

    Entre os vacinados, a redução nas hospitalizações foi de 51%, e de 81% no risco de morte.

    Entre aqueles que não foram vacinados a redução do risco de morte foi de 89%.

    À CNN Rádio, o professor da PUC-Minas Gilmar Reis, que é o coordenador do estudo, explicou o que é o Interferon.

    “O medicamento é basicamente produzido pelo nosso organismo e atua como a primeira barreira de combate a qualquer virose, incluindo gripe e aquelas que atacam o sistema digestivo.”

    Segundo ele, existe um Interferon específico que atua nas vias aéreas e trato digestivo. “Como a Covid desliga a produção dele, administramos doses em acometidos pela doença.”

    No estudo, o pesquisador destaca que a resolução dos sintomas foi “mais rápida e eles foram mais brandos”, e o medicamento atuou independentemente das variantes, incluindo a Ômicron.

    O medicamento é estudado para tratamento das hepatites mais graves e está em vias de aprovação pelo FDA, agência reguladora dos EUA.

    “Existe perspectiva de uso comercial para a Covid, bastando apenas que os órgãos regulatórios se debrucem sobre os dados da pesquisa”, completou.

    *Com produção de Ramana Rech