Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo deve assinar novo contrato com a Pfizer até semana que vem

    A ideia é que o novo lote de 100 milhões de doses já componha o estoque de vacinas do governo para a campanha de vacinação em 2022

    Renata AgostiniThais Arbexda CNN

    Sob pressão por conta da instalação da CPI da Pandemia, o governo corre para assinar um novo contrato com a Pfizer para a compra de um lote com mais 100 milhões de doses da vacina contra a Covid-19.

    A pessoas próximas, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou ser possível subscrever o documento ainda nesta semana. A pasta trabalha com o prazo de fechar em definitivo a compra até, no máximo, semana que vem.

    A negociação entre integrantes do governo e da farmacêutica, antecipada pela CNN, começou há cerca de um mês. As tratativas avançaram rapidamente porque o Ministério da Saúde trabalha para que a nova remessa chegue ao Brasil ainda neste ano, entre outubro e dezembro.

    Ilustração de vacina contra Covid-19 da Pfizer
    Ilustração de vacina contra Covid-19 da Pfizer
    Foto: Saulo Angelo/Futura Press/Estadão Conteúdo

     

    A ideia é que o novo lote de 100 milhões de doses já componha o estoque de vacinas do governo para a campanha de vacinação em 2022.

    O Ministério da Saúde mira abastecer o estoque do Sistema Único de Saúde (SUS) para o ano que vem, uma vez que a vacinação contra a Covid-19 tende a ser recorrente e ocorrer todo ano a partir de agora.