Governo pede que estados não apliquem doses de Coronavac barradas pela Anvisa

Além dos 12 milhões já encaminhados do Ministério da Saúde aos estados, há outros 9 milhões de doses em tramitação de envio e liberação ao Brasil

Profissional da saúde prepara vacina da Coronavac contra a Covid-19 para aplicação
Profissional da saúde prepara vacina da Coronavac contra a Covid-19 para aplicação Governo do Estado de São Paulo

Basília Rodriguesda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O Ministério da Saúde comunicou aos secretários estaduais e municipais de Saúde neste sábado (4) que parem de distribuir e aplicar doses de lotes específicos da Coronavac envasados em lugar sem certificação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com informações repassadas pela pasta aos gestores locais, além dos 12 milhões já encaminhados do Ministério da Saúde aos estados, há outros 9 milhões de doses em tramitação de envio e liberação ao Brasil.

A proibição de uso ocorreu depois que a Anvisa foi alertada, na sexta-feira, pelo Instituto Butantan, responsável pela vacina no Brasil, que lotes da Coronavac foram envasados pela Sinovac, laboratório parceiro na China, em lugar não vistoriado.

A falta de autorização de uso emergencial configura que o produto não é regularizado junto à Anvisa.

“A Anvisa, de forma cautelar, solicitou a suspensão do uso dessas vacinas”, diz o ministério no comunicado encaminhado às secretarias locais.

Vários estados receberam os lotes. A CNN apurou que a última remessa, antes de o problema ser detectado, foi enviada a pelo menos oito estados: Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rondônia, Acre, Amapá, Rio de Janeiro e São Paulo.

Entre as unidades da federação que receberam remessas anteriores está o Distrito Federal, onde um lote chegou no fim de julho. Após o alerta da Anvisa, a secretaria de Saúde do Distrito Federal informou internamente que o lote seria usado como segunda dose mas que não havia sido distribuído ainda. Esse lote está na Rede de Frio, local de armazenamento, e será colocado em quarentena.

Procurado pela CNN, o governo federal afirmou que além de avisar secretários estaduais e municipais, já está fazendo checagem de todos os lotes no centro de distribuição e logística do Ministério da Saúde.

Lotes já distribuídos (ao todo, 12.113.934 doses):

IB: 202107101H, 202107102H, 202107103H, 202107104H, 202108108H, 202108109H, 202108110H, 202108111H, 202108112H, 202108113H, 202108114H, 202108115H, 202108116H e L202106038.

SES/SP: J202106025, J202106029, J202106030, J202106031, J202106032, J202106033, H202106042, H202106043, H202106044, J202106039, L202106048.

Lotes em tramitação de envio e liberação ao Brasil (ao todo, 9.000.000 doses):

IB: 202108116H, 202108117H, 202108125H, 202108126H, 202108127H, 202108128H, 202108129H, 202108168H, 202108169H, 202108170H, 2021081701K, 202108130H, 202108131H, 202108171K, 202108132H, 202108133H, 202108134H.

Mais Recentes da CNN