Ministério da Saúde diz que está checando doses da Coronavac suspensas pela Anvisa

Agência determinou a interdição cautelar de lotes da vacina Coronavac, proibindo a distribuição e o uso das doses de lotes envasados em planta não aprovada; decisão impacta mais de 12 milhões de doses

Vacina Coronavac contra a Covid-19
Vacina Coronavac contra a Covid-19 Walterson Rosa/MS

Rafaela Larada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O Ministério da Saúde informou neste sábado (4) que está checando os lotes da vacina Coronavac que foram suspensos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A verificação acontece em todos os lotes referidos que ainda estão no Centro de Distribuição e Logística da pasta.

Neste sábado, a Anvisa determinou a interdição cautelar de lotes da vacina Coronavac, proibindo a distribuição e o uso das doses de lotes envasados em planta não aprovada pela agência. A medida tem prazo de 90 dias. Após a decisão, o Ministério da Saúde afirmou que realiza a checagem das doses já enviadas aos estados e ao Distrito Federal.

Em nota, a pasta informou ainda que está em contato com a Anvisa e também já solicitou ao Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e ao Conselho Nacional de Secretarias de Municipais de Saúde (Conasems) a suspensão da aplicação das doses referentes aos lotes.

O Instituto Butantan, que produz as doses no país, disse que avisou a Anvisa sobre o recebimento das doses envazadas em fábricas não inspecionadas pela agência e que, portanto, “a medida não deve causar alarmismo”.

“Foi o próprio Instituto que, por compromisso com a transparência e por extrema precaução, comunicou o fato à agência, após atestar a qualidade das doses recebidas. Isso garante que os imunizantes são seguros para a população”, disse o instituto em nota.

Os lotes suspensos contêm mais de 12 milhões de doses.

“Reafirmamos, no entanto, que todas as doses que saíram da unidade fabril estão atestadas pelo rigoroso controle de qualidade do Butantan. Informamos, ainda, que 6 milhões de doses da vacina do Butantan, que fazem parte de um lote de 12 milhões de imunizantes formuladas no site fabril da zona oeste de SP, aguardavam liberação da Anvisa. Na última quinta-feira (2), o órgão regulatório liberou e as mesmas foram expedidas na sexta-feira (3)”, completa a nota.

Veja quais são os lotes impactados após a decisão da Anvisa

Lotes já distribuídos (12.113.934 doses)

IB: 202107101H, 202107102H, 202107103H, 202107104H, 202108108H, 202108109H, 202108110H, 202108111H, 202108112H, 202108113H, 202108114H, 202108115H, 202108116H e L202106038.

SES/SP: J202106025, J202106029, J202106030, J202106031, J202106032, J202106033, H202106042, H202106043, H202106044, J202106039, L202106048.

Lotes em tramitação de envio e liberação ao Brasil (9 milhões doses)

IB: 202108116H, 202108117H, 202108125H, 202108126H, 202108127H, 202108128H, 202108129H, 202108168H, 202108169H, 202108170H, 2021081701K, 202108130H, 202108131H, 202108171K, 202108132H, 202108133H, 202108134H

Mais Recentes da CNN