HC da USP lidera lista de melhores hospitais do país entre unidades públicas

Resultado foi publicado no levantamento anual The World’s Best Hospitals 2022, da revista estadunidense Newsweek

Fachada do Hospital das Clinicas, em São Paulo
Fachada do Hospital das Clinicas, em São Paulo Universidade de São Paulo (USP)

Bárbara Brambilada CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP), em São Paulo, lidera a lista de melhores hospitais do país entre as unidades públicas. O resultado consta no levantamento “The World’s Best Hospitals 2022”, feito anualmente pela revista estadunidense Newsweek.

O ranking brasileiro é liderado pelos hospitais Albert Einstein e Sírio Libanês, ambos particulares e situados na capital, além do hospital privado Moinhos de Vento, de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O HCFMUSP, que é público, ocupa a oitava posição.

“Para nós, é um motivo de muito orgulho aparecer novamente no ranking da Newsweek. O HC conseguiu manter o seu nível de excelência, que tanto prezamos, em mais um ano de pandemia, graças aos seus profissionais dedicados e competentes. Receber essa classificação e saber que mais uma vez somos considerados referência entre os hospitais do mundo é muito gratificante”, disse o superintendente do HCFMUSP, Antonio José Rodrigues Pereira, em nota.

Conforme a Newsweek, o levantamento considera 2.200 hospitais distribuídos em 27 países. Só no Brasil, são 196 unidades avaliadas.

O ranking geral é liderado por três hospitais americanos: o Mayo Clinic, de Minnesta; o Cleveland Clinic, de Ohio; e o Massaschusetts, do estado de Massaschussetts. Ainda na classificação mais abrangente, o Einstein é a melhor unidade brasileira, em 34º lugar, seguido pelo Sírio Libanês, em 105º.

A seleção da Newsweek leva em consideração a capacidade dos hospitais de se adaptarem aos novos desafios e a habilidade de improviso diante dessas situações, em especial em meio à pandemia da Covid-19.

“Muitas instituições médicas enfrentaram esses e outros desafios ao longo da pandemia, mas o que diferencia os principais hospitais do mundo é sua capacidade contínua de oferecer atendimento da mais alta qualidade ao paciente e realizar pesquisas médicas críticas, mesmo quando se concentram no combate ao COVID”, disse a revista em nota.

Mais Recentes da CNN