Infectologista alerta para riscos das aglomerações com reabertura do comércio

Rosana Richtmann explica que pessoas podem estar contaminadas sem apresentar sintomas

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A reabertura do comércio tem preocupado profissionais de saúde, que temem uma explosão de casos de Covid-19. A infectologista Rosana Richtmann, do Instituto Emílio Ribas, falou à CNN na noite de sábado (13) sobre o assunto.

“Talvez em 10 (dias), duas semanas, poderemos ver as consequências disso. Vi cenas de gente andando na rua sem máscara, com máscara no pescoço, abaixo do nariz, isso nos preocupa de como vai ser a retomada”, disse, explicando os cuidados necessários a quem se arriscar nas ruas e shoppings.

Leia e assista também

Qual a diferença entre a propagação assintomática e pré-sintomática?

Regiões de SP retrocedem para fase de alerta máximo, e Doria prorroga quarentena

Ela explica que pessoas podem estar contaminadas sem apresentar sintomas. “Existem pessoas que estão assintomáticas portando esse vírus, ou pré-sintomáticas, que estão saudáveis e em 48 horas começam a sentir. Ninguém abre mão do distanciamento de no mínimo um metro, uso de máscara de forma adequada e ventilação do ambiente. Essas medidas, na minha ótica, são mais importantes que aferir a temperatura no momento, o que não garante que aquela pessoa possa não estar infectada”.

(Edição: Leonardo Lellis)

Mais Recentes da CNN