Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Inglaterra registra quatro novos casos de varíola dos macacos

    Varíola dos macacos é similar à varíola em humanos, erradicada em 1980, porém mais branda

    Representação artística do vírus da varíola
    Representação artística do vírus da varíola Roger Harris/Science Photo Library/Getty Images

    William Jamesda Reuters

    Em Londres

    Quatro novos casos da rara infecção por varíola dos macacos foram diagnosticados na Inglaterra, disseram autoridades de saúde nesta segunda-feira (16).

    A Agência de Segurança em Saúde do Reino Unido (UKHSA, na sigla em inglês) afirmou que investigações estão encaminhadas para estabelecer a conexão entre os últimos quatro casos.

    A varíola dos macacos é uma infecção viral rara, similar à varíola em humanos, que foi erradicada em 1980. Apesar de a varíola dos macacos ser muito mais branda que a varíola em humanos, com a maior parte dos infectados se recuperando em poucas semanas, ela pode ser fatal em poucos casos.

    Varíola dos macacos

    No dia 7 de maio, o Reino Unido notificou à Organização Mundial da Saúde (OMS) um caso confirmado de varíola em um indivíduo que viajou do Reino Unido para a Nigéria do final de abril ao início de maio e permaneceu nos estados de Lagos e Delta na Nigéria.

    O vírus é transmitido de animais para humanos, e infecções humanas incidentais ocorrerem de tempos em tempos em partes florestais do continente africano. Ele pode ser transmitido por contato e exposição a gotículas exaladas por indivíduos infectados. Em geral, os sintomas desaparecem entre 14 e 21 dias após a infecção, mas há a possibilidade de casos mais graves.

    Com informações de Lucas Rocha, da CNN.