Johnson & Johnson: problema em fábrica pode arruinar milhões de doses de vacina

Trabalhadores acidentalmente misturaram alguns dos ingredientes, inutilizando até 15 milhões de imunizantes contra a Covid-19

Jen Christensen, da CNN

Ouvir notícia

 A farmacêutica Johnson & Johnson disse na quarta-feira (31) que encontrou um problema de qualidade em uma fábrica de Baltimore que ajuda a fabricar sua vacina de dose única contra o coronavírus.

O New York Times relatou que os trabalhadores da Emergent BioSolutions, a fábrica de Baltimore que vem produzindo a vacina Covid-19 da Johnson & Johnson, acidentalmente misturaram alguns dos ingredientes, arruinando até 15 milhões de doses potenciais da vacina e atrasando a autorização da fábrica pela US Food and  Drug Administration (FDA).

A Emergent também fabrica a vacina AstraZeneca, que ainda não foi autorizada para uso nos EUA.

A Johnson & Johnson disse em um comunicado à CNN que o processo de controle de qualidade na fábrica identificou “um lote” da substância medicamentosa que não atendia aos padrões de qualidade. O lote em questão fazia parte de uma execução de teste e verificação de qualidade.

Vacina da Johnson & Johnson contra Covid-19
Vacina da Johnson & Johnson contra Covid-19
Foto: Dado Ruvid/Reuters (9.fev.2021)

O local ainda não está autorizado pelo FDA a fabricar o fármaco usado na vacina. “Este lote nunca avançou para os estágios de enchimento e acabamento de nosso processo de fabricação”, disse o comunicado da empresa por e-mail.

Nenhuma das doses perdidas afeta a meta da empresa de entregar 20 milhões de doses da vacina Covid-19 em março. Essas doses vêm da fábrica de vacinas da J&J Janssen na Holanda.

Mais Recentes da CNN