Lira prorroga restrição de circulação de pessoas na Câmara dos Deputados

A medida foi tomada após o agravamento da pandemia de Covid-19 no Distrito Federal

De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, 96,82% dos leitos públicos de UTI estão ocupados
De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, 96,82% dos leitos públicos de UTI estão ocupados Foto: Reprodução/CNN

Renato Barcellos, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), prorrogou, na última quarta-feira (31), a restrição de circulação de parlamentares e funcionários no plenário, comissões e dependências da Casa até 16 de abril. A medida foi tomada após o agravamento da pandemia de Covid-19 no Distrito Federal.

Em 18 de março, um ato publicado pela Mesa Diretorava já havia estabelecido a restrição por 15 dias. No anúncio, Lira afirmou que a Câmara teria “o mínimo de servidores necessário para o funcionamento virtual das sessões”.

Nesta quinta-feira (1º), o Distrito Federal bateu um novo recorde após registrar 121 óbitos por Covid-19 em 24 horas, totalizando 6.150 mortes desde o início da pandemia. De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, 96,82% dos leitos públicos de UTI estão ocupados.

Na última terça-fera (30), a Justiça Federal do Distrito Federal revogou decreto que liberava o funcionamento do comércio em Brasília. As medidas de restrição devem valer até que os leitos de UTI da rede pública do DF estejam com ocupação entre 80% a 85% e, ao mesmo tempo, a lista de espera de leitos UTI Covid da rede pública tenha menos de 100 pacientes. 

Vacinação

O governador do Distrito Federal (DF), Ibaneis Rocha (MDB), ampliou a campanha de vacinação para atender ao grupo de idosos com 66 anos. As pessoas que fazem parte dessa faixa etária começarão a receber o imunizante a partir deste sábado (3). 

Rocha usou as redes sociais para anunciar o início da vacinação do novo grupo etário. O governador informou que o DF enfrenta dificuldades de abastecimento de vacinas, porém, a Secretaria de Saúde conseguiu atender à demanda de ampliação da campanha. 

“Devemos receber 100 mil doses nas próximas horas, mas todas para garantir a imunização de quem já recebeu a primeira. Diante desse fato, estamos buscando alternativas para não interromper a vacinação por faixa etária, redimensionando o pequeno estoque que ainda temos. Meu planejamento era vacinar também o público de 65 anos, mas teremos que esperar por uma nova remessa de imunizantes”, escreveu Ibaneis Rocha em sua conta oficial no Twitter.

Mais Recentes da CNN