Maior desafio será superar desinformação para pessoas se vacinarem, diz médica

Epidemiologista Ethel Maciel citou falsas notícias como um dos grandes obstáculos a ser superado para o início da imunização contra a Covid-19 no Brasil

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Superar a desinformação disseminada durante a pandemia do coronavírus será um dos grandes obstáculos para o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, segundo análise da epidemiologista Ethel Maciel.

Em entrevista à CNN, a médica avaliou que muitos brasileiros podem deixar de procurar os postos de vacinação por causa de notícias falsas que circularam nos últimos meses.

“O grande desafio agora é como vamos convencer as pessoas [a irem tomar a vacina] depois de toda essa desinformação que aconteceu no nosso país”, disse a médica. “Para quando elas forem chamadas nos grupos, elas compareçam à vacinação. Acredito que esse será nosso maior desafio.”

 

A especialista esclareceu que a população não deve temer entre tomar a vacina da farmacêutica A ou B, pois qualquer imunizante autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) terá passado pelos critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“A gente tem que lembrar que a OMS já tinha estabelecido que acima de 50% de eficácia a vacina estava muito boa. Temos que pensar na vacina como uma estratégia coletiva. Vacina que tem a eficácia maior, precisa imunizar menos pessoas para atingir aquela imunidade coletiva”, explicou.

“Já uma vacina que tem eficácia menor precisa imunizar mais pessoas. O que muda é a estratégia do governo, de como que essas vacinas vão ser pensadas e como vamos ampliar essa cobertura”, completou Ethel.

(Publicado por: André Rigue)

Mais Recentes da CNN