Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Margarina ou manteiga: veja qual é mais saudável

    Presentes na alimentação brasileira, os ingredientes possuem diferenças nutricionais e de composição, mas um deles pode fazer parte de uma dieta saudável; veja qual

    A manteiga e a margarina possuem composição e valor nutricional diferentes
    A manteiga e a margarina possuem composição e valor nutricional diferentes Igor Dudchak/GettyImages

    Gabriela Maraccinida CNN

    O pão com manteiga ou margarina é um clássico e uma opção de café da manhã presente na casa de muitos brasileiros. No entanto, a combinação, apesar de ser bastante apreciada, pode apresentar um alto teor de gorduras. Por isso, muitas pessoas ficam na dúvida sobre qual é o melhor ingrediente para passar no pãozinho ou, até mesmo, para preparar outros tipos de refeições.

    Primeiro, vamos entender qual é a diferença entre margarina e manteiga. A margarina é um produto vegetal, feito a partir de óleos vegetais convertidos em sólidos em um processo chamado hidrogenação. “Isso pode resultar na formação de gorduras trans, conhecidas por seus efeitos negativos na saúde, como o aumento de doenças cardíacas“, explica Rodrigo Neves, médico pós-graduado em nutrologia e endocrinologia, à CNN.

    Além disso, a margarina, frequentemente, contém aditivos químicos, como emulsionantes e corantes, tornando-a uma opção um pouco menos nutritiva.

    Já a manteiga é um produto derivado do creme de leite e, portanto, possui origem animal. É um alimento composto por gordura láctea, água e pequenas quantidades de proteína. “É rica em gorduras saturadas e colesterol, mas é um produto completamente natural e sem aditivos artificiais. A manteiga também fornece vitaminas A, D, E e K”, completa Neves.

    Então, a manteiga é mais saudável do que a margarina?

    De acordo com Cristiano Merheb, médico do Espaço Merheb e especialista em emagrecimento, a manteiga é uma opção mais saudável do que a margarina. “Ela não tem o potencial de engordar, apesar de ter um pouco de gordura. Além disso, a margarina passa por um processo químico complicado e é rica em gordura trans. Portanto, devemos apostar na manteiga sempre”, afirma à CNN.

    Porém, é importante lembrar que, como tudo em uma alimentação saudável e equilibrada, a manteiga deve ser consumida com moderação. Afinal, mesmo sendo um produto natural, com nutrientes essenciais encontrados no leite, a manteiga ainda é rica em gorduras saturadas.

    “Estudos indicam que gorduras saturadas podem não ser tão prejudiciais como anteriormente era pensado, se consumidas com moderação”, explica Neves. “Já a presença de gorduras trans na margarina pode causar maiores riscos à saúde cardiovascular comparado às gorduras saturadas na manteiga”, completa.

    Manteiga pode fazer parte de uma alimentação saudável

    Boa notícia para você que gosta de manteiga e se preocupa com a dieta: ela pode ser, sim, parte de uma alimentação saudável. Como vimos, ela é uma alternativa mais nutritiva se comparada à margarina e pode ser utilizada diariamente, principalmente na cocção de alimentos.

    “Tudo o que você precisar cozinhar com óleo de cozinha, por exemplo, pode ser utilizado com manteiga”, explica Merheb.

    É claro que isso deve ser feito de forma equilibrada. De acordo com a Dietary Guidelines for Americans, a recomendação é limitar a ingestão de gorduras saturadas a menos de 10% das calorias diárias. Isso é equivalente a 22 gramas desse tipo de gordura em uma dieta de 2.000 calorias, o que representa cerca de duas colheres de sopa de manteiga.

    Inclusive, esse consumo moderado pode trazer alguns benefícios à saúde, quando associado a uma alimentação equilibrada, com macro e micronutrientes essenciais. De acordo com os especialistas consultados pela CNN, esses benefícios incluem:

    • Ômega-3, associado à prevenção de doenças como artrite, depressão e problemas cardiovasculares;
    • Vitamina K2, que ajuda na prevenção da osteoporose;
    • Proteína do leite, importante para a manutenção da saúde muscular;
    • CLA (ácido linoleico conjugado), importante para a saúde cardíaca;
    • Vitaminas lipossolúveis, associadas a benefícios para a saúde intestinal e metabólica.

    Manteiga aumenta o colesterol ruim?

    Essa é uma dúvida bastante comum, afinal, há alguns anos, a manteiga foi considerada uma vilã por aumentar os níveis de colesterol LDL (considerado “ruim”) no organismo. No entanto, de acordo com os especialistas consultados, essa percepção tem sido reavaliada.

    “Estudos recentes sugerem que o efeito da gordura saturada na saúde cardiovascular pode depender do contexto da dieta total e do tipo de gordura saturada consumida”, explica Neves.

    “A manteiga, por ser um produto natural, contém uma matriz de gorduras que também inclui ácidos graxos de cadeia curta e média, que podem ter efeitos metabólicos benéficos, como apoio à saúde intestinal e, até mesmo, a regulação de lipídeos no sangue”, completa.

    Um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition, por exemplo, mostrou que o consumo de laticínios ricos em gordura, como a manteiga, não estava associado a um aumento no risco de doença cardiovascular. “Isso sugere que o contexto da gordura saturada e sua fonte alimentar são importantes”, diz o especialista.