Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ministério da Ciência e Tecnologia libera o uso comercial da Sputnik V no Brasil

    Decisão foi confirmada momentos antes da Anvisa começar a decidir se autoriza ou não a importação da vacina russa pelo Brasil

    Gregory Prudenciano, da CNN, em São Paulo

    Ouvir notícia

    O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) aprovou a liberação comercial da vacina russa Sputnik V. A decisão foi tomada nesta segunda-feira (26), pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), ligada à pasta. 

    A medida foi anunciada momentos antes de a diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) começar a decidir se autoriza ou não a importação do imunizante de origem russa. 

    A comissão ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações passou a analisar a liberação comercial da Sputnik V a partir de informações apresentadas à pasta pelo laboratório brasileiro União Química, que quer produzir o imunizante da Rússia no Brasil.

    Em nota, o MCTI, “para que qualquer organismo geneticamente modificado seja introduzido no mercado é necessário que seja liberado para uso comercial pela CTNBio, como alguns tipos de vacinas, a exemplo da Sputnik V”. 

    No texto divulgado pelo ministério, o ministro Marcos Pontos destacou que a aprovação por parte da CTNBio aconteceu antes do prazo final, 28 de abril, e é consequência dos esforços do governo.

    A Anvisa tem sido pressionada por integrantes do governo, parlamentares e também governadores que apostam na Sputnik V como ferramenta importante para conter a disseminação do vírus causador da Covid-19. O Ministério da Saúde já encomendou 10 milhões de doses. 

    Apesar da decisão da CTNBio, a importação só poderá ocorrer caso a Anvisa autorize a operação. 

    Segundo o MCTI, “a avaliação de biossegurança para uso comercial é um passo importante para a a vacinação na população brasileira, pois é o início para que a Anvisa possa analisar o pedido de importação deste imunizante, tendo em nossa deliberação a segurança jurídica e biológica que este produto atenderá requisitos importantes para uso”. 

    Frasco da Sputnik V, a vacina russa contra a Covid-19
    Frasco da Sputnik V, a vacina russa contra a Covid-19
    Foto: Sputnik V/Divulgação

    Mais Recentes da CNN