Moderna acredita que imunidade de vacina dure pelo menos 1 ano e avalia 3ª dose

Conversando com investidores, diretor da Moderna comentou sobre análises da vacina contra a Covid-19 que já vem sendo aplicada em alguns países

Vacina contra Covid-19 da Moderna
Vacina contra Covid-19 da Moderna Foto: Adriana Toffetti/A7 Press/Estadão Conteúdo (15.dez.2020)

Por Maggie Fox, do CNN Health

Ouvir notícia

A empresa de biotecnologia Moderna acredita que sua vacina deve proteger as pessoas contra a Covid-19 por pelo menos um ano, disse um alto funcionário da companhia a investidores na segunda-feira.

“Nossa expectativa é que a (proteção da) vacinação deva durar pelo menos um ano”, disse o diretor médico da Moderna, Tal Zaks, na 39ª conferência anual de saúde do JP Morgan.

Leia também:
CEO da Moderna diz que vacina contra Covid-19 deve proteger por ‘alguns anos’
Reino Unido aprova vacina da Moderna contra Covid-19

A empresa ainda pretende realizar testes para avaliar se a adição de uma terceira dose pode estender a proteção, disse Zaks.

Atualmente, a vacina é administrada em duas doses, com intervalo de cerca de um mês. A exemplo de outras vacinas contra a Covid-19, por ter sido desenvolvido há pouco tempo o imunizante da Moderna ainda não tem um tempo de proteção definido. 

“Achamos que há uma oportunidade para impulsionar, especialmente aqueles de alto risco, caso você precise”, disse Zaks, se referindo á possível terceira dose, um “impulso” à imunização. 

Mais Recentes da CNN